Demissão de bailarina do Bolshoi é ilegal

A demissão da bailarina Anastasia Volochkova, de 27 anos, do Teatro Bolshoi foi considerada ilegal pelo Ministério do Trabalho russo. Anastasia havia sido dispensada há duas semanas após ser acusada de estar acima do peso. A direção da companhia alega que não era possível encontrar um parceiro disposto a erguer a bailarina, que tem 1,68 metro de altura e 50 quilos.O ministério do trabalho disse que o Bolshoi violou a lei ao despedir Anastasia e determinou que ela deve ser readmitida. A decisão não significa que a bailarina voltará a ocupar o seu posto, disse o porta-voz do ministério, Andrei Pryanishnikov.Um antigo parceiro de Anastasia, Yevgeny Ivanchenko, que deixou o Bolshoi este ano, disse na semana passada que a bailarina estava de fato muito pesada e que havia se tornado difícil erguê-la em cena. Ele ainda afirmou que dançar com Anastasia significava risco de contusão.A bailarina acredita que sua demissão seja resultado do seu descontentamento quando a direção do Bolshoi lhe ofereceu um contrato somente até dezembro, e não por um ano, como de costume. Anastasia afirma que também não recebeu do Balé a confirmação de que participaria dos próximos espetáculos da companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.