Demi Moore volta aos cinemas em 'Amor Por Contrato'

O gramado do vizinho é sempre mais verde. A máxima é levada até as últimas consequências no filme "Amor Por Contrato", que estreia hoje nos cinemas. O desejo de ter um modelo de celular tão bacana quanto o do seu colega ou um carro melhor do que aquele que está parado na garagem ao lado são alguns dos motivos que movem o capitalismo e o mote do longa dirigido pelo estreante Derrick Borte.

AE, Agência Estado

24 de dezembro de 2010 | 11h11

Num país como os Estados Unidos, onde a população já está saturada de tanta propaganda, o mercado precisa encontrar soluções inéditas para vender. No filme, uma dessas ideias foi levada a cabo por uma misteriosa empresa de publicidade que emprega o casal Steve e Kate Jones (David Duchovny e Demi Moore) e seus filhos. A família Jones acabou de se mudar para um bairro de classe média alta. Os vizinhos não sabem, mas eles são pagos para exibir - aos colegas de trabalho, amigos do colégio ou mulheres no salão de beleza - produtos tão diferentes quanto um taco de golfe e um condicionador de cabelo, criando um efeito dominó que se espalhará pela comunidade.

A grama dos Jones é, de fato, mais verde. Mas não há segredo. Para a sua também ser tão verde, basta comprar o mesmo cortador de grama que eles usam. Esse novo e inédito modelo de venda é descrito no filme como marketing pessoal. "Se as pessoas querem você, elas querem o que você tem", diz a chefe de Steve Jones. Ele e a mulher, Kate, têm dois filhos lindos e carismáticos. Mas até isso é uma jogada de marketing. Na vida real, os dois jovens não têm nenhum parentesco com Steve e Kate. Todos são empregados dessa empresa e tudo o que usam, seja a roupa para malhar ou o celular de última geração, estão ali para serem exibidos aos vizinhos. Na realidade, os Jones não vivem o sonho americano. Eles o vendem.

Eles até podem não ser uma família de verdade e demonstrar em serem felizes e realizados. Dentro de casa, são colegas de trabalho tendo de lidar com problemas típicos de uma família, como homossexualismo, traições e brigas. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaestreiaAmor Por Contrato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.