Fabiana Figueiredo
Fabiana Figueiredo

Debates atuais são destaque na música e no teatro neste fim de semana

Enquanto Fernanda Takai canta sobre a pandemia e o negacionismo, os atores Odilon Wagner e Claudio Fontana discutem a religião em cena

Danilo Casaletti, Especial para o Estadão

25 de fevereiro de 2022 | 05h00

Fernanda Takai canta os desafios da atualidade

​A cantora e compositora Fernanda Takai, em carreira solo, inicia a turnê do álbum Será Que Você Vai Acreditar?, lançado em 2021 e indicado para o Grammy Latino de melhor álbum de música pop contemporânea.

Gravado em home estúdio, em uma coprodução com o músico John Ulhoa, e inédito até em lives, o disco traz canções que refletem os desafios pelos quais o mundo e o Brasil passaram – e ainda passam – por conta da pandemia e do negacionismo. As questões aparecem em músicas como Terra Plana, composta por Ulhoa para a filha do casal. A letra traz versos como “E se alguém te contar/Que a terra é plana/E que não dá para o espaço viajar/ Será que você vai acreditar?”.

“Como educamos os filhos ou... será que alguém vai cuidar de mim quando eu não tiver mais forças? Qual a medida entre risco e liberdade? E justamente agora no Brasil temos os piores indicadores de atenção à natureza, há negacionistas no poder, nosso país está à deriva”, diz a cantora, sobre a canção.

Na apresentação, também está a canção Com Açúcar, Com Afeto, envolvida em recente polêmica levantada pelo próprio autor, Chico Buarque, que declarou não mais cantá-la por achar seus versos machistas.

“Desde que gravei essa música no meu disco dedicado à Nara, ela nunca saiu do repertório do show. Acho a composição incrível, partiu de um pedido dela ao Chico. Há todo um universo de canções com esse tema. Nara ia achar engraçado essa polêmica toda por conta de uma personagem ali representada”, diz. Hoje (25) e sáb. (26), 21h; dom. (27), 18h. Sesc Vila Mariana. R. Pelotas, 141, Vila Mariana. R$ 20/R$ 40. Compre aqui seu ingresso.

‘Fervo’

Fervo das Gloriosas traz Ludmilla e Glória Groove, que apresentam seus respectivos shows em cima de um trio elétrico. Lud cantará sucessos como A Danada Sou Eu, Te Ensinei Certin e Fala Mal de Mim. Já Glória mostrará por que se tornou um dos maiores nomes da música pop brasileira. 3ª (1º), 16h. Espaço das Américas. Estacionamento. R Tagipuru, 795, Barra Funda. R$ 140. Fervo das Gloriosas.

‘Clube da Esquina’

Lô Borges tem novo show e motivo de sobra para celebrar. Os discos Clube da Esquina e “do tênis” fazem 50 anos. E, aos 70, Lô soma três discos de inéditas em três anos. Sáb. (26), 21h; dom. (27), 18h. Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, Água Branca. R$ 20/R$ 40. Ingressos aqui.

Clássicos

Enquanto prepara novo álbum, com produção de Emicida, Alaíde Costa canta sambas-canção, como Folha Morta, de Ary Barroso; Nunca, de Lupicínio Rodrigues; e Quando Tu Passas Por Mim, de Vinicius de Moraes e Antônio Maria. Sáb. (26), 20h30, e dom. (27), 17h30. Sesc Avenida Paulista. Av. Paulista, 119, Bela Vista. R$ 15/R$ 30. Reserve sua data.

Todos os estilos

A 3.ª edição do Carnaval na Cidade traz diversas atrações que se apresentarão em quatro dias de evento. A programação abre no sábado (26) com o DJ Pedro Sampaio e os cantores Zé Vaqueiro e Thiaguinho. No domingo (27), tem Ludmilla, Dennis e Durval Lelys. Na segunda-feira (28), o DJ Alok estará na companhia de Luan Santana e da Banda Eva. Para finalizar, na terça-feira (1.º) é a vez de Anitta, dos sertanejos Jorge & Mateus e do pagode pop da DDP.

Jockey Club de São Paulo. Av. Lineu de Paula Machado, 1.263, Cidade Jardim.R$ 390/R$ 1.326. Carnaval na cidade.

Casuarina

O grupo carioca Casuarina faz um baile de carnaval com músicas que gravou na carreira, além dos sambas populares no bairro da Lapa, no Rio, onde o grupo fez sua história. Sáb. (26) e dom. (27), 20h. Blue Note. Av. Paulista, 2.073, 2º and., Consolação. R$ 90. Ingressos.

Show inédito

O cantor e compositor Flávio Venturini traz à cidade o show Girassol. Nele, além da canção-título, que faz parte do seu álbum Paisagens Sonoras Vol. 1, o artista também interpretará canções como Nascente, música sua em parceria com Murilo Antunes, gravada no disco Clube da Esquina 2. Céu de Santo Amaro e Noites com Sol também estarão no repertório. Hoje (25) e sáb, (26), 21h. Sesc Belenzinho. Rua Padre Adelino, 1.000. Belenzinho. R$ 20/R$ 40. Escolha sua data.

Odair José

Odair José canta músicas que se tornaram cults, como Uma Vida Só e Vou Tirar Você Desse Lugar, e também composições lançadas nos últimos anos. 3ª (1º) 18h, 4ª (2), 21h. No Sesc Pompeia. R. Clélia, 93, Água Branca. R$ 20/R$ 40. 

Bixiga reflexivo

A Banda Bixiga 70 apresenta o show Portal, nome de uma das canções do álbum Quebra-Cabeça. De caráter mais reflexo e espiritual, o espetáculo reúne músicas como Caboclo 7 Fechas, Portal, Ventania e 7 Pancadas. Sáb. (26), 21h; dom. (27), 18h. Sesc Pinheiros. Rua Pais Leme, 195, Pinheiros. R$ 20/R$ 40. Ingressos aqui.

Música e solidariedade

O músico Hélio Ziskind, conhecido por seu trabalho no Grupo Rumo e por ser o compositor das trilhas sonoras de programas como Castelo o Rá-Tim-Bum e Cocoricó faz live para arrecadar fundos para repor seus instrumentos musicais recentemente roubados de seu estúdio. Batizada de Chá de Guitarra, a live terá marchinhas e frevos. Sáb. (26), 16h. Grátis, com vaquinha virtual. Em seu canal no Youtube.

Religião se discute, sim. Com inteligência

O Itaú Cultural retoma as apresentações presenciais de teatro com a peça inédita A Última Sessão de Freud, uma discussão intelectual sobre religião, cheia de sarcasmo. No elenco, destacam-se os atores Odilon Wagner e Claudio Fontana.

O texto escrito pelo autor americano Mark St. Germain, baseado no livro Deus em Questão, de Armand M. Nicholi Jr., contou com tradução de Clarisse Abujamra e ganhou a montagem brasileira dirigida por Elias Andreato.

Ambientada na Inglaterra de 1939, a história narra um encontro fictício entre dois grandes intelectuais que influenciaram o pensamento crítico no século 20: o psicanalista austríaco Sigmund Freud, interpretado por Wagner, e o escritor, poeta e crítico literário irlandês C.S. Lewis, personagem que coube a Fontana.

Em declaração enviada à imprensa, Wagner falou sobre a missão de dar vida a Freud nos palcos. “Para um ator, ter a oportunidade de representar um personagem tão intenso e profundo, que fez parte de nossa história recente, é um privilégio”, disse.

Freud, conhecido por ser um crítico implacável das religiões, e Lewis, um ex-ateu defensor da fé baseada na razão, travam um embate sobre razão e crença. O pai da psicanálise tenta entender como o escritor abandonou a verdade para defender uma mentira – de acordo com seu pensamento.

O debate, apresentado de forma bem-humorada e sarcástica no palco, também passa por outros temas que sempre fizeram parte da sociedade, como morte, sexo e as relações humanas.

O cenário e o figurino de A Última Sessão de Freud ficaram a cargo de Fábio Namatame. A trilha sonora da peça é assinada por Raphael Gama. Estreia em 3/3. 5ª a sáb., 20h;dom., 19h. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, Bela Vista. Gratuito (reservar ingressos em www.itaucultural.org.br). Até 27/3.

Comédia

Na comédia de costumes A Flor do Meu Bem-Querer, Nhô Roque (Juca de Oliveira) lida com a afilhada Flor, que engravida de um senador que não quer saber da criança. Rosi Campos também está no elenco. 5ª e 6ª, 20h; sáb., 19h; dom., 18h. Teatro Opus Frei Caneca. R. Frei Caneca, 569, Consolação. R$ 30/R$ 40. Até 29/5. Ingressos aqui.

Municipal

O Balé da Cidade apresenta Muyrakytã e Isso Dá Um Baile, com coreografia de Allan Falieri. Nos espetáculos, faz alusão aos 100 anos da Semana de Arte Moderna e um baile com passinho, estilo do funk do Rio. Hoje (25), 20h; sáb. (26) e dom. (27), 17h. Teatro Municipal de São Paulo. Pça. Ramos de Azevedo, s/nº,República. R$ 10/R$ 80. Compre aqui.

Exposição

Visões sobre 22

A Oficina Cultural Oswald de Andrade apresenta duas exposições que celebram o centenário da Semana de Arte de 22. Na mostra Parque 22 (até 30/4), a artista plástica Iara Jamra reúne pinturas, esboços e rascunhos que buscam refletir o mundo atualmente, permeado por uma pandemia avassaladora. Já Meditações 22 (até 15/3) traz trabalhos de 22 artistas que foram provocados a pensar sobre a questão do Rio Tietê, com base “A Meditação sobre o Rio Tietê”, escrito por Mário de Andrade. 2ª a 6ª, 11h/20h; sáb., 11h/16h. Oficina Cultural Oswald de Andrade. R. Três Rios, 363, Bom Retiro, Grátis.

Conectados com a arte

O coletivo A Sopa Análises Marginais, formado por artistas independentes do interior de São Paulo, realiza a exposição virtual Sarjeta!, com 62 trabalhos divididos em sete categorias de trabalhos independentes, como artesanato, lambe-lambe, performance, produções audiovisuais caseiras, slam e zine. Além da obra exposta virtualmente, os visitantes poderão assistir a entrevistas dos artistas participantes, entre eles, Arte Liz, Stanley Albano, Catarina Catão e Silas Sena. Grátis. www.exposicaosarjeta.com.br.

Tudo o que sabemos sobre:
Odilon WagnerItaú Culturalteatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.