Debate une vencedores do Prêmio Sesc

A contagem regressiva silenciosa para um novo ano que será de despedida entre um filho surdo que parte para o exterior e um pai, viúvo recente, é o ponto de partida do texto que abre "Réveillon e Outros Dias", livro do paulista Rafael Gallo, vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2011 na categoria conto. O melhor romance desta edição foi "Quiçá", de Luisa Geisler, que já tinha sido premiada em 2010 na outra categoria. A dupla se encontra nesta segunda-feira, às 18h30, na Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915 - Vila Madalena, São Paulo), para uma sessão de autógrafos. Na terça, às 20h, os dois participam de debate no estande do Sesc (Rua K60) na Bienal do Livro. Como prêmio, Luisa e Rafael tiveram os livros editados pela Record. Criado em 2003 para promover a literatura nacional e premiar autores inéditos, já revelou nomes como André de Leones, Lucia Bettencourt e Maurício de Almeida. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.