De 'samba de cadeia' a hino da resistência

Senhora Liberdade foi o primeiro sucesso no rádio da dupla Wilson Moreira e Ney Lopes. Gravado por Zezé Motta, estourou nas rádios. Foi inspirada no "samba de cadeia", conhecido por Moreira, que era carcereiro do sistema penitenciário. Inspirado pelo parceiro, Ney fez a letra da melodia de Wilson em forma de lamento. "Abre as asas sobre mim /Ó, Senhora Liberdade." eram os versos, que, mais tarde, virariam hino de resistência à ditadura. "O pessoal achava que era um samba de protesto político", lembra Ney.

Fernando Paulino Neto / RIO, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2010 | 00h00

Anos depois, ganharia para Wilson outro significado. Recuperando-se de derrame e emocionado com o público em um show, pela primeira vez conseguiu abrir os braços para cantar o verso inicial. "Chorei muito naquele dia", conta o sambista. "Eu parecia até o Cristo Redentor."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.