De repente - quesusto - um galã

Quem frequenta os bastidores da televisão sabe que os atores, principalmente os mais jovens, resistem ao termo "galã". Compreensível, já que é um adjetivo cercado de preconceito. Mas sem dar conversa para nenhuma reflexão profunda sobre o assunto, Nádia, filha de libaneses que trabalha numa das mais bem posicionadas barracas de praia da orla carioca, gosta de contabilizar os "galãs famosos e bonitos" com quem já esbarrou na vida (e na areia).

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2011 | 03h08

Não que Nádia seja deslumbrada com "essa coisa de artista". É que ela, que se acha sortuda e sábia, diz que sabe reconhecer o tal "poder transformador do galã". "É tese fundamentada, flor!", diz, com persuasão.

"Imagine que você vem andando pela rua, naquela vidinha besta. Faz o que para melhorar o dia? No máximo comprar um vestido, né, nêga?", explica, enquanto finca o guarda-sol na areia. "Mas daí você encontra um galã. De repente, um Du Moscovis. Melhorou ou não esse dia, me diz?", fundamenta. E completa: "Gente bonita já melhora o dia por si só, imagina bonita e famosa? É assunto pra uns três dias com as amigas, vai por mim!"

Nádia sabe o que diz, pois já encontrou com Du Moscovis na praia. E com Cauã, Gianecchini, Gagliasso e vários "famosos e bonitos" e "só bonitos" - "porque ninguém é de ferro". Daí, criou uma escala. Encontrar, por exemplo, com aquele bonitão que você costuma ver quando vai à padaria pode melhorar a manhã. Mas esbarrar, de repente, com um Dalton Vigh teria efeito de uns três dias.

Antonio Fagundes, pelo peso da carreira, é assunto pra uma semana e para os todos os encontros em família dali em diante - que maravilha poder contar pras tias "então, vi o Fagundes ontem...". E o Fábio Assunção, como está nesta escala?, pergunto eu. "Ah, nêga, ainda não trombei com ele, não. Mas tenho certeza de que, quando rolar, vai ser história pra contar pras netas, até ficar velhinha."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.