De quem é a culpa do mal?

Marte ingressa no signo de Peixes; a Lua míngua em Escorpião

Quiroga, astro@0-quiroga.com, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2011 | 00h00

Nem a natureza nem tampouco o Altíssimo devem ser culpados pelo mal que assola a civilização humana, mas a inteligência humana distorcida e transformada em vil pelo miserável egoísmo. Alimentação, sexo, ambição e outras condições que propiciariam progresso se tornam fonte de condições malignas pela abundância ou carência. Seja você um glutão ou um tirano e provocará doenças, miséria e sofrimento. Seja você desprovido de alimentação básica e será desprezado como um ninguém e seus semelhantes tornarão você um sofredor ao longo da vida. Portanto, não é a natureza nem tampouco o Altíssimo que devem ser culpados pelo mal, mas a inteligência humana distorcida pelo miserável egoísmo. O que o ser humano distorce, o ser humano é responsável por endireitar.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Os receios não serão superados na teoria, através de argumentações. Os receios serão superados na prática. O que for necessário e urgente colocar em marcha sobrelevará a vontade de refletir sobre os receios.

TOURO 21-4 a 20-5

Há pessoas que lutam para obter recompensas; elas são boas. Há pessoas que lutam para ajudar seus semelhantes além de obter recompensas; são pessoas ótimas. Há as que lutam para salvar o mundo; elas são essenciais.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Você não precisa depender apenas do seu próprio e particular esforço para que o melhor aconteça. Você pode estabelecer alianças e confiar em que, apesar de complicados, os relacionamentos humanos são úteis e eficientes.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Você adquirirá verdadeira segurança no seu dia a dia quando conhecer melhor as pessoas que fazem parte dele. É irrelevante gostar de todas ou rodear-se de pessoas detestáveis, só importa que você as conheça.

LEÃO 22-7 a 22-8

Usar a capacidade verbal para distorcer os fatos é um erro. As pessoas percebem subjetivamente a verdade e só não agem de acordo com ela porque não o desejam, ou porque se acovardam. Mas essa atitude tem consequências.

VIRGEM 23-8 a 22-9

A fragilidade de toda riqueza material produzida pela ambição consiste em não se ter dado importância suficiente à qualidade dos relacionamentos enquanto se andava pelo caminho da conquista material. Esse erro é crucial.

LIBRA 23-9 a 22-10

Investir em relacionamentos é uma verdadeira temeridade. Mas é nos relacionamentos que reside toda a riqueza de nossa humanidade. É nos relacionamentos que se experimenta o inferno, mas também o gozo supremo do encontro.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Tudo requer trabalho e é assim que a alma humana adquire dignidade. Aquilo que se ganha sem esforço não é devidamente valorizado, porque dessa forma a alma nunca conheceria o alcance de seu próprio poder.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Aquilo que foi conquistado precisa agora ser preservado também. Esta parte do caminho não é tão divertida quanto a luta da conquista, é repetitiva e produtora de rotinas, porém, tão necessária quanto a anterior.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Todas as certezas e as realidades que representam são transitórias, a não ser que sua alma sintonize a verdade cósmica do altíssimo. Enquanto isso não for assim, considere normal que as certezas mudem.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

O Universo funciona sobre leis absolutas, como a de que toda necessidade terá de ser suprida de alguma forma. Por isso, toda vez que você agir na tentativa de suprir necessidades, nada maligno poderá ocorrer.

PEIXES 20-2 a 20-3

A invencibilidade não depende de recursos materiais, sempre haverá alguém com força para perturbar os planos materialistas. A invencibilidade depende da alegria que o coração irradia ao reconhecer seus ideais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.