Datena com um pé fora da Record

José Luiz Datena pode estar com umpé na Rede TV!. Segundo fontes ligadas à direção da emissora,Datena foi procurado na noite de quinta-feira com uma propostapraticamente irrecusável: R$ 500 mil por mês (entremerchandising, uso da imagem e participação no programa) paraapresentar um programa diário, que pode se chamar Cidade emQuestão, no mesmo estilo de Cidade Alerta, apresentado porele na Record. Apesar de não haver nada definido entre Datena e a RedeTV!, a Record já está pensando num provável substituto para oapresentador. O nome escolhido foi o de Jorge Kajuru, doprograma TV Esporte, da Rede TV!, que no início do anochegou a ser cogitado pela emissora de Edir Macedo para integrarseu time de jornalistas esportivos. Amigo pessoal de Datena,Kajuru diz que não se sente preparado para assumir o posto doapresentador. "Somos amigos desde a adolescência, quando trabalhamosjuntos numa rádio de Ribeirão Preto. Me sinto honrado pelaproposta, mas não acho que tenho condições de substituí-lo. Emcompensação, meu grande sonho é trabalhar novamente ao seulado", garante Kajuru, que aguarda acertos dos últimos detalhesde seu prometido programa, Kajuru Reality Show, previstopara entrar na grade da Rede TV! até o final de março. Datena confirma que recebeu a proposta da emissora deAmilcare Dallevo, mas nega que o valor oferecido tenha sido deR$ 500 mil por mês. "Se eu receber R$ 500 mil, só vou trabalharuns dois meses da minha vida", brinca o jornalista, que temcontrato assinado com a Record até março de 2004. Por enquanto,o maior entrave para a contratação de Datena é a multamilionária, estimada em torno de R$ 4 milhões. Informado sobre o nome de seu provável substituto, Datenateceu muitos elogios ao amigo. "Kajuru é meu grande irmão, achoque se a Record o procurou, mostra que está primando pelaqualidade. Mas também não posso deixar de dizer que achoestranho a Record procurar um substituto pra mim, porque atéagora eu não disse a ninguém que iria deixar a emissora",salienta Datena. "Se eles realmente contratarem alguém para meulugar, me desobrigam da condição de cumprir meu contrato",acrescenta o jornalista, dando pistas de que as negociaçõespodem estar bem mais adiantadas do que se imagina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.