Daslu lança coleção verão 2001

Apesar do frio da capital paulistana, o verão já chegou nas prateleiras de uma das maiores lojas de roupas do Brasil e do mundo; a Daslu. No casarão da Vila Nova Conceição, o lançamento da coleção Primavera/Verão 2001 foi seguido de desfile, que lotou as salas durante três dias, totalizando um público de mais de mil e quinhentas pessoas. Entre cocotas, dondocas e mulheres da alta sociedade, estavam todas lá em peso conferindo as novas tendências e já enchendo sacolas e mais sacolas com as novidades. "Nós mal lançamos a coleção e já acabou muita coisa", comenta a assessora da Daslu, Monica Mendes. Com ares de Brigitte Bardot e Audrey Hepburn, a próxima estação promete ser colorida e sensual.O grande apelo para a temporada de calor serão os acessórios. Eles aparecem com tudo nos vários looks do desfile. São novas versões da famosa bolsa baguette nas mais variadas cores e estampas: desde o xadrez, poas e florais. A novidade é que as bolsas encolheram e são revestidas com tecidos como o shantungue ou a seda fazendo par com as sandálias de salto alto. Nos importados destaque para as graciosas bolsas arredondadas Miu Miu, as envernizadas em tons pastéis da Prada e as coloridas Chanel, que vêm em cetim estampado com detalhe em franjas de verniz. Os cintos também chegam com tudo: eles são fininhos em várias versões de cores ou dourados como se fossem correntes; versão explorada pela grige Christian Dior. Tudo lembra os anos dourados, os óculos, os lenços, as calças capri e o glamour reestilizado. No segmento nacional, a Daslu propõe modelos feitos para o mar. Mas não se engane; as roupas não tem jeito de verão tropical. Apesar da trilha sonora reverenciando o Brasil, com baladas de Marisa Monte, Skank e Tim Maia, os looks combinam mais com Saint Tropez ou Cannes ? feitas para um belo passeio de veleiro. São conjuntos com tops azul marinho e calças brancas nas mais variadas modelagens: cintura baixa, capri, acinturadas ou mais largas. O couro é indispensável para quem quer entrar na moda. É claro que ele também aparece renovado com uma cartela de cores passando pelos pastéis até o preto e branco. O chiffon transparente, a musselina e o shantungue também serão vedetes. A sensualidade mais brasileira fica por conta de frentes únicas e blusas com babados e barriguinha de fora. Na moda noite, continuam os pretos, bastante comerciais, com vestidos bordados e franjas ou pantalonas chiques. O dourado, esquecido durante algum tempo, também promete explodir. São couros, acessórios, correntes, bordados e brincos neste tom. Sem falar na enorme gama de tons que estarão nas ruas: desde o turqueza até rosa, laranja, vermelho, naturais e amarelo esverdiado. Como continuação do inverno, ainda fazem sucesso as pashminas (xales que ficaram conhecidos pelo nome desta lã especial), que ganham versões mais leves em pontos de tricots grossos. As estampas de bicho também sobrevivem mais uma estação. Apesar do Brasil ter queimado esta tendência, esta parece ser a grande aposta da Gucci, que tem como modelo exclusiva de sua campanha a brasileira Caroline Ribeiro. A logomania, uma reedição dos anos 80, símbolo de status e poder, também sobrevive, com detalhes de logotipos Gucci nas calças ou o famoso CD, de Christian Dior em cintos e bolsas. A Daslu impressiona quando o assunto é moda. Em pleno inverno, a loja consegue deslocar as pessoas mais badaladas da sociedade, que se estapeiam em busca das últimas novidades. Com 5 mil m², o império Daslu, criado em 1958 pelas donas de casa Lourdes e Lúcia e mais tarde assumido por Eliana Tranchesii (filha de Lúcia), não pára de crescer. No início da década de 90, com a liberação da importação, Eliana decidiu importar roupas de grifes e a idéia deu tão certo que hoje as mais conceituadas marcas estrangeiras estão lá. Entre elas, Gucci, Dolce & Gabbana, Alberta Ferreti, Jhon Galliano, Genny, Prada, Tod?s, Miu Miu, Sergio Rossi, Valentino, Chloé e Celine. A Daslu também tem marca própria com a etiqueta homônima e Giorno, marca mais informal que fabrica modelos tipo malhas e leggings. As novidades que vêm por aí são os sapatos de Michel Perry, que devem chegar daqui a um mês além de Roberto Cavalli e Anna Sui.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.