Darlene e Melina, as mulheres 10

Garfield - O Filme

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2012 | 03h09

15H40 NA GLOBO

(Garfield). EUA, 2004. Direção de Peter Hewitt, com Breckin Meyer, Jennifer Love Hewitt, Stephen Tobolowsky, Evan Arnold,

Gato preguiçoso - e que adora lasanha - vê sua vidinha subvertida quando o dono se envolve com veterinária, e ela tem um cão. Os dois brigam o tempo

todo, mas se unem nas hora H. Veja para saber por quê. Se você conseguir olhar o filme sem preconceito, verá que o gatão é um grande personagem, além de

ser um prodígio de técnica.

Reprise, colorido, 80 min.

Mr. Holland -

Adorável Professor

22 H NA REDE BRASIL

(Mr Holland's Opus). EUA, 1995. Direção de Stephen Herek, com Richard Dreyfuss, Glenne Headly, Jay Thomas, Olympia Dukakis, William H. Macy.

A história - real - de um músico que, relutantemente, vai lecionar numa escola barra-pesada, toma gosto pela coisa e, por mais de 30 anos, dedica-se a abrir a cabeça da garotada por meio de instrumentos musicais (e sons). O diretor Herek fez uma espécie de versão atualizada do cultuado Adeus, Mr. Chips, de Sam Wood, que fez chorar várias gerações. Vai ser prova de dureza não se emocionar com o sofredor Richard Dreyfuss. Reprise,

colorido, 140 min.

Apagando David

0H NA CULTURA

(Erasing David). Inglaterra, 2010.

Direção de David Bond.

Disposto a provar que o mundo do Grande Irmão descrito por George Orwell em 1984 já chegou, o diretor Bond desapareceu por dois meses e atribuiu a dois detetives a função de rastreá-lo usando apenas os dados publicamente disponíveis. Sua tese é que a Inglaterra é hoje um Estado vigiado, a exemplo da Rússia (pós-comunista) e da China.

Interessante, sem dúvida.

Reprise, colorido, 59 min.

Orquestra dos Meninos

2H05 NA GLOBO

Brasil, 2008. Direção de Paulo

Thiago, com Murilo Rosa, Priscila

Fantim, Othon Bastos, Gustavo Gasparani, Carlos Meceni, Laís Correa.

Garoto desaparece numa cidade do interior de Pernambuco e o caso produz acusações de abuso sexual contra o maestro que realiza um trabalho pioneiro - a criação de uma orquestra sinfônica - com a juventude carente do agreste. As boas intenções do diretor Thiago chocam-se com a inépcia da realização, mas a sinceridade das interpretações - e a de Murilo Rosa, acima de todas - não é coisa a ser desprezada. Baseado na história real de Mozart Vieira. Reprise, colorido, 95 min.

O Voo do Dragão

3H20 NA REDE BRASIL

(Meng Long Guo Jiang). Hong Kong, 1972. Direção e interpretação de Bruce Lee, com Nora Miao.

O lendário Bruce Lee virou referência das artes marciais e usou o cinema e rede de academia para divulgá-las no Ocidente. A morte misteriosa num acidente de filmagem somente fortaleceu o mito. O cartaz da Rede Brasil fornece uma boa amostra de seu estilo quando ele enfrenta dupla de campeões. Sua amiga está sendo vítima da extorsão de um grupo, mas, na verdade, os malfeitores usam a garota para forçar o herói a lutar. Depois, arrependem-se, porque quando bate, Bruce Lee arrebenta. A trama passa-se em Roma e o grand finale é onde? No Coliseu...

Reprise, colorido, 158 min.

TV Paga

Nunca aos Domingos

10H45 NO TELECINE CULT

(Pote tin Kyriaki/Never on Sundays). Grécia, 1960. Direção e interpretação de Jules Dassin, com Melina Mercouri.

Turista norte-americano se envolve com Ilya. A prostituta mais requisitada do Pireu tem uma regra - não trabalha aos domingos, que é seu dia de assistir a tragédias gregas. O tributo do diretor Dassin ao talento de

sua mulher Melina Mercouri

beneficia-se não apenas da presença dela, mas da trilha de Manos Hajadakis. Reprise, preto e branco, 93 min.

Antro da Perdição

20H10 NO TELECINE CULT

(Destry). EUA, 1954. Direção de George Marshall, com Audie Murphy, Mari Blanchard, Thomas Mitchell, Edgar Buchanan, Wallace Ford.

O bom diretor Marshall reconta, agora com cor, a mesma história de seu western cult de 1939. Audie Murphy pega em armas como xerife de uma cidade bagunçada. Para aumentar o perigo que o ronda, o herói se envolve com a garota de saloon. A versão antiga, em preto e branco, só era melhor porque os protagonistas, afinal, eram John Wayne e Marlene Dietrich, dois ícones de Hollywood. Reprise, colorido, 95 min.

Toda Nudez Será Castigada

0H15 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1972. Direção de Arnaldo Jabor, com Darle Glória, Paulo Porto, Paulo Sacks, Paulo César Pereio, Isabel Ribeiro, Elza Gomes.

O casto Herculano se envolve com a prostituta Geni e a sua vida nunca mais será a mesma, arrastando toda a família num frenesi de paixões. Vencedor do Festival de Gramado e considerado a melhor adaptação de Nelson Rodrigues, o filme foi proibido pela censura do regime militar e liberado somente depois de ganhar o Urso de Prata em Berlim. Darlene Glória tem uma das melhores interpretações da história do cinema brasileiro e os tangos de Astor Piazzolla, na trilha, certamente contribuem para o impacto. Um filmaço, melhor ainda de (re)ver agora que se comemora o centenário do dramaturgo. Reprise, colorido, 103 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.