Daniela Thomas refaz Roda Viva, que volta ao vivo

Disse Marcelo Adnet a Thaís Pinheiro, do Estado, que sua única preocupação no momento atende por VMB, a festa do clipe nacional, dita Video Music Brasil, que acontece daqui a um mês.

O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2011 | 06h08

Intérprete de cinco personagens na dublagem do filme O Zelador Animal, Adnet confirma que conversa, sim, com amigos da Globo sobre fazer alguns projetos no futuro, mas que não passa disso.

"Gostaria que o público mais popular, mais classe C, visse meu trabalho. Não só por mim, mas por elas também, para terem mais contato com a arte em geral. Perderia um pouco de privacidade (na Globo), mas você ganha por se comunicar com milhões de pessoas", disse ele.

Enquanto isso, a Globo abre mais espaço para a diversidade de humor na grade, como endossa o novo quadro do Fantástico, Stand Up Nosso de Cada Dia, que estreou anteontem.

Encomendada por Dody Sirena, empresário de Roberto Carlos a Jô Soares, para a entrevista lá realizada, a pergunta sobre o que o rei pensa de casamento gay teria implícito um cuidado do cantor: mostrar que não pensa como sua ex-mulher, Miriam Rios, sobre o assunto.

Recentemente, Miriam Rios deu declarações homofóbicas: ligou homossexualismo a pedofilia.

Em tempo: Sirena deu outras dicas a Jô, como o apresentador fez questão de informar em cena.

Adriane Galisteu estreou com 1 ponto no Ibope, mas honestamente, a versão nacional do Projeto Fashion, na Band, bem avaliada por quem conhece a original. Presidente da Freemantle na América Latina, Carlos Gonzalez, disse a Alline Dauroiz, do Estado, durante o lançamento do título, há dez dias, que contava com 4 pontos.

Suzana Pires entra em Fina Estampa como a jornalista Marcela Coutinho para duelar com a afetada Tereza Cristina, de Christiane Torloni. Velhas conhecidas, as duas conversam animadamente, quando a jornalista conta que esteve em Nova York com a tia Íris/Eva Wilma, desafeto de Tereza. No ar quinta-feira.

"Se eu não fosse dono da empresa, ela (Patrícia) não trabalhava aqui." Silvio Santos, anteontem, na pré-estreia de Um Milhão na Mesa, com as filhas Patrícia e Rebecca

A reinauguração do Roda Viva, com data prevista para 10 de outubro, implicará a volta de sua realização ao vivo, com entrevistado posicionado em degrau inferior ao dos entrevistadores, como mandava o conceito original do programa. Enterrada a tentativa testada no último ano, com arena aberta, sem tuiteiros, previamente gravado e com três entrevistadores fixos (sob comando de Marília Gabriela), a Cultura tentará resgatar o valor original do programa, sem perder a chance de repaginá-lo. Para tanto, convidou Daniela Thomas a recriar aquele cenário, que volta a ser uma arena fechada, agora com Mario Sergio Conti à frente e, novamente, espaço cativo aos tuiteiros.

Ninho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.