Dança e teatro beneficiados com investimentos do Governo

O Teatro Funarte de Arena Eugenio Kusnet foi palco, anteontem, do lançamento dos editais Klaus Viana e Myriam Muniz - que beneficiam em âmbito nacional a dança e o teatro com um investimento de R$ 13 milhões -, evento que contou com a presença do ministro da Cultura Gilberto Gil e do presidente da Funarte Antonio Grassi. O ministro ressaltou, em discurso, o movimento do ministério no sentido de dialogar com a "cadeia produtiva" das artes cênicas, através das câmaras setoriais."Queixas difusas ou pontuais tentam criar a falácia de que o ministério não liga para o teatro", afirmou sem ser contestado. "Ainda que o ministério não tenha conseguido atender às demandas do teatro na medida do ideal, essa arte tem presença forte nas ações do ministério. O presidente da Funarte é um ator, tem interesse pessoal direto no desenvolvimento do setor." Grassi abriu o evento no horário previsto, 14h30. Comemorou a reedição de um número especial - esgotado, raridade nos sebos - da revista Dionysos, dedicado ao Arena, o n.º 24, de outubro de 1978. A reedição fac-símile - distribuída entre os presentes - comemora duplamente os 50 anos do Arena e os 30 da Funarte, cuja trajetória Grassi comparou a uma montanha-russa, com suas boas fases e outras em que correu risco de extinção. A partir daí, enumerou uma série de ações positivas do ministério, em diversas áreas da cultura. Nas artes cênicas, ressaltou a entrega de kits de iluminação em 40 teatros, num primeiro momento, ação acompanhada de capacitação de técnicos. Alguém na platéia perguntou quais seriam os teatros em São Paulo. "A relação só será divulgada na próxima semana", respondeu Grassi. Falou ainda sobre a distribuição em bibliotecas públicas, escolas e universidades de cerca de 300 mil exemplares de títulos editados pela Funarte e estocados na instituição. Cobrado sobre a reforma do Arena, apontou o atraso nas obras de ampliação do complexo cultural da Funarte, no bairro da Barra Funda, ocorrido por conta de problemas técnicos - há um lençol freático no local - como causa do adiamento. "Com a Funarte na Barra Funda fechada, o Arena está acumulando atividades. Não seria possível fechar também o Arena." A abertura do espaço cultural da Funarte está prevista para agosto. Quanto aos editais propriamente ditos, o valor de R$ 13 milhões será distribuído por regiões, diferenciação que representa um avanço e é fruto das discussões nas câmaras setoriais, assim como a separação entre dança e teatro. Desses R$ 13 milhões, a Região Sudeste fica com o maior quinhão, R$ 7.240.095 para beneficiar 55 trabalhos de teatro e 28 de dança. "Por questões óbvias, o peso da demanda, Rio e São Paulo foram separados e concorrem à verba da Região Sudeste", explicou Grassi. Minas Gerais vai concorrer na Região Sul, junto com Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, Estados que têm perfis semelhantes no que diz respeito às atividades de dança e teatro. Pelo mesmo motivo, o Espírito Santo foi deslocado na Região Central, e concorre com os Estados de Tocantins, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. As inscrições já estão abertas e podem concorrer tanto grupos e companhias permanentes quanto produções independentes. No ato da inscrição, os produtores terão de especificar se concorrem nas modalidades dança ou teatro, dentro desta última, entre as opções teatro adulto; teatro para infância e juventude; teatro de bonecos ou teatro de rua. Há ainda módulos financeiros diferenciados. Assim, serão beneficiados em São Paulo e Rio, na categoria teatro - 24 projetos de R$ 50 mil; 10 de R$ 80 mil; 13 de R$ 100 mil e 8 de R$ 200 mil. Na dança, serão 20 de R$ 50 mil e 8 de R$ 150 mil. Além de valores diferenciados, cada região terá a própria comissão de seleção, cujos membros serão indicados por entidades representativas da dança e do teatro e pela Funarte. As inscrições já estão abertas e serão encerradas no dia 9 de março, impreterivelmente. Informações sobre os editais podem ser obtidas no site oficial da Funarte ou pelo tel. (21) 2279-8023.

Agencia Estado,

08 de fevereiro de 2006 | 12h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.