Dan Rather rompe com a CBS após 44 anos

O jornalista Dan Rather, de 74 anos, um dos mais influentes jornalistas americanos, âncora do canal de americano de televisão CBS, rompeu com a emissora após 44 anos de relação profissional, conforme anunciou nesta terça a CBS.Rather, de que foi o primeiro a informar na televisão sobre o assassinato do presidente John F.Kennedy, deixou em 2005 o principal programa de notícias da CBS após ter de pedir desculpas pelo conteúdo de uma reportagem sobre o serviço militar de George W. Bush na Guarda Nacional nos anos 60."Queremos ressaltar o extraordinário papel que Rather interpretou não só na CBS, mas também no telejornalismo", afirmou em comunicado o presidente do canal, Sean McManus, segundo publica o The New York Times."O nome de Rather estará sempre associado à nossa rede", disse o presidente da CBS, que prepara um especial, que será exibido no segundo semestre, sobre a carreira do popular jornalista.A reportagem que causou a queda de Rather foi transmitida em plena campanha eleitoral de 2004, abordando as irregularidades cometidas por Bush em seu serviço voluntário na força aérea da Guarda Nacional."Se tivesse sabido o que sei agora não teria apresentado a informação da mesma maneira", reconheceu Rather, após averiguar a falsidade dos documentos em que a reportagem se baseou.Rather disse ao jornal The New York Times, que estuda uma oferta para dirigir um programa no canal a cabo HDNet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.