"Da Cor do Pecado" mantém sensualidade no ar

Corpos bronzeados, belas praias e romances sensuais vão continuar aparecendo na tela da Globo no horário da novela das sete da emissora. Foi assim em Salsa e Merengue (1996), Corpo Dourado (1998) e na recente Kubanacan. A novidade é a mudança da história, com a estréia hoje da trama de João Emanuel Carneiro, Da Cor do Pecado, que terá direção de Denise Saraceni.De volta, o velho conto de Cinderela com o sotaque nordestino que já foi mais que explorado na tevê. Boa parte da trama acontece no Maranhão, onde vive Preta, a mocinha boa e pobre que protagoniza a história. Um dia, ela se apaixona pelo belo e rico Paco.A novidade é que a novela terá a primeira protagonista negra da história dramatúrgica da Globo. E a atriz escolhida foi Taís Araújo, que já foi Xica da Silva, na extinta Manchete.Paco é o personagem de Reynaldo Gianecchini, que também interpreta Apolo, um lutador de artes marciais que vive no Rio com a mãe (Rosi Campos, que faz um tipo Dona Armênia, de Rainha da Sucata (1990), de Silvio de Abreu) e quatro irmãos, todos lutadores. ?Não é fácil montar duas almas tão diferentes. A carga de trabalho está enorme?, diz Gianecchini. Depois de uma decepção amorosa com Tina (Karina Bacchi), Apolo resolve deixar o Rio e navegar pelo Nordeste.?Paco e Apolo são gêmeos, embora um desconheça a existência do outro. Eles nunca se encontraram e nem se encontrarão, mas o destino dos dois irá se cruzar no meio de duas tragédias?, explica o autor.Ao contrário de Apolo, Paco é introvertido, trabalha como botânico no Rio e despreza a fortuna de seu pai, o viúvo Afonso Lambertini (Lima Duarte). Mantém um noivado de fachada com Bárbara (Giovanna Antonelli), que pretende casar-se com ele por dinheiro.Para viver a primeira vilã de sua carreira, Giovanna está loira e cortou a vasta cabeleira. ?É muito divertido fazer uma vilã. Estou tentando deixá-la o menos caricata possível?, diz ela. ?Posso adiantar que a Bárbara ficará grávida, mas o filho não é de seu noivo.? Paco suspende o casamento com Bárbara quando conhece Preta durante uma viagem ao Maranhão. A moça vende ervas medicinais na barraquinha da mãe (Solange Couto), que é contra o romance dos dois. ?Para viver a Preta, tive de ler livros sobre plantas e aprender tambor de crioula, uma dança bastante conhecida na região?, diz Taís.O namorado de Preta é Dodô, vivido por Jonathan Haagensen, que veio do filme Cidade de Deus e faz sua estréia como ator de novelas. Ele vai se unir a Bárbara para separar Preta e Paco, que foge do Maranhão e sofre um acidente de helicóptero. Ele aproveita a situação para iniciar uma vida nova.Acreditando na morte de seu amor, Preta resolve criar o filho do casal sozinha, com ajuda da mãe e de seu grande amigo Helinho (Matheus Nachtergaele). ?O personagem é um dos mais engraçados da novela. Trabalha como falso vidente e engana todo mundo?, diz Nachtergaele.A dupla Verinha (Maitê Proença) e Eduardo (Ney Latorraca) também deve arrancar boas gargalhadas do público. Eles são os pais de Bárbara, ainda que detestem admitir isso. ?A Vera se considera muito nova para se mãe da Bárbara. Apesar de tanto orgulho, o casal está falido. Brigam até por causa de um ovo frito?, entrega Maitê.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.