Curiosidades para garimpar na Bienal do Livro

Descobrir o livro que você precisa ou gostaria de ler em uma livraria é difícil, mas em uma bienal com 3 mil títulos novos é muito mais. Entre os que você pode precisar, uma boa dica é o Dicionário Inglês - Português que a editora FTD está lançando, com 1.278 páginas e preço de R$ 98,00. Há muitas diferenças entre este dicionário e os outros do mercado. Além de utilizar termos atuais, tem estilo de enciclopédia, pois traz a origem das palavras, ou ainda citações literárias como de Shakespeare na tradução de fragility (fragilidade). Facilita a vida do estudante ao traduzir uma expressão com duas palavras onde ela aparece, ensina como usar cada palavra e seu significado dentro de um contexto. Por exemplo, shanty que significa barraco, vem acompanhada de uma frase e sua respectiva tradução. A obra é generosa também com a "fonética das formas derivadas", ou seja, aqueles símbolos que ensinam como se deve pronunciar uma palavra são utilizados para o singular e o plural e no caso de um verbo, para suas várias conjugações. Quanto tempo leva escrever um dicionário? "Dez anos", conta o autor, o professor de inglês Israel Jelin.Para o leitor que está em busca de novidades, e gostaria de encontrar algo diferente, há um livro que é uma verdadeira revolução multimídia. Uma bela versão de alguns dos melhores versos do poeta Fernando Pessoa. O livro Dias Melhores pra Sempre!. vem acompanhado de um site com extras (www.diasmelhoresprasempre.com.br), parecido com os DVDs de filmes: trailer do livro, animado e musicado; mini-documentário sobre o poeta chamado "Fernando Pessoa em 8 porradas"; wallpaper e screensaver para download e versos para enviar aos amigos. O livro será lançado neste domingo, Ateliê Editorial na Bienal Internacional do Livro (endereço I-6, no Anhembi), às 16 horas, com a presença dos autores, o poeta Cyro Leão e os jornalistas Jadyr Pavão Jr. (ex-editor de livros do Jornal da Tarde e Época) e Luiz Chinan.Obras em outras línguas, aliás, são facilmente encontráveis e, além das mais comuns como inglês e espanhol, épossível folhear livros em polonês ou grego. Desejos específicostambém poderão ser saciados com o Dicionário Brasileiro de Insultos,de Altair J. Aranha, editado pela Ateliê, e que desvenda osignificado de mais de 3 mil verbetes potencialmente ofensivos,vindos de todas as regiões do País.Um exemplar do "Novo Testamento" para a língua dos caingangues,a segundo maior comunidade indígena do Brasil (cerca de 30 milpessoas vivendo em reservas no Sul do País), superada apenaspelos tupis. A Bíblia pode ser encontrada na Sociedade Bíblicado Brasil, que oferece ainda o texto sagrado para crianças emformato de um enorme quebra-cabeças.Em outros casos, a curiosidade está em descobrir aorigem do trabalho. É o caso dos escritores Álvaro Cardoso Gomese Milton M. Azevedo que, durante um ano e quatro meses, trocaraminúmeros e-mails elaborando a história que resultou no livro AColina Sagrada (Quinteto Editorial), romance de aventuras que sepassa no meio da selva amazônica.Já Bruna Dias do Carmo Costa desponta por conta daprecocidade - com apenas 12 anos, ela estreou na literatura comA Bailarina Encantada (FTD), livro infantil premiado em 2005com o Hans Christian Andersen da Universidade de Passo Fundo.Ela deverá seguir o caminho de sucesso de NatáliaAzevedo de Carvalho que, aos 17 anos, lança seu terceiro livro,Kelly Martoer e a Máquina do Tempo (FTD). Na verdade, trata-seda nova aventura da jovem feiticeira que, ao encontrar um livroantigo na casa de sua avó, descobriu pertencer a uma linhagem defeiticeiras. Um sucesso tão grande que Natália até abriu um sitepara sua bruxinha (www.kellymartoer.com.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.