Cupins ameaçam tela de Portinari 'A Sagrada Família'

Ataque ocorreu no sarrafo do suporte da moldura, na parte inferior da tela avaliada em US$ 4,5 milhões

Brás Henrique, de O Estado de S. Paulo,

11 de fevereiro de 2009 | 18h09

Quase por acaso, funcionários da Matriz do Senhor Bom Jesus da Casa Verde, de Batatais, na região de Ribeirão Preto, descobriram, há cerca de um mês, que cupins estavam colocando em risco uma das obras mais caras do pintor Cândido Portinari. O sarrafo do suporte da moldura, na parte inferior da tela "A Sagrada Família", avaliado em U$ 4,5 milhões, foi atacado por cupins. A restauração está avaliada em R$ 100 mil e deverá ser feita em março. A igreja tem 37 telas, sendo que 23 delas são de Portinari - só do pintor, nascido em Brodowski, as obras são avaliadas em cerca de US$ 30 milhões.   "São dois furinhos, em cerca de 10 centímetros", diz o guia cultural da igreja, Antonio Otávio Squarise. Segundo ele, a descoberta da ação de cupins ocorreu quando foram vistoriadas duas telas de Mozart Pelá, que tinham vestígios de ataques. Isso preocupou, por isso todas as telas foram vistoriadas minuciosamente. "A moldura é de bálsamo, não é atingida por cupins, mas o sarrafo é de outra madeira", comentou Squarise. Assim, técnicos especializados em restauração foram acionados e constataram a ação dos cupins ainda no início.   O custo da restauração será bancado pelo município. Durante a restauração, uma nova varredura será feita em todas as obras. A tela A Sagrada Família está localizada à esquerda da porta principal da matriz. Mas não é a peça mais cara de Portinari na igreja, pois a tela Jesus e os Apóstolos, exposta na nave central da matriz, está avaliada em US$ 6 milhões. A matriz de Batatais concentra o maior número de obras sacras do pintor Portinari no mundo. Entre obras de outros artistas, uma é de Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.  

Tudo o que sabemos sobre:
PortinaricupinsBatatais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.