Cultura oriental predomina no desfile de Walter Rodrigues

A paixão de Walter Rodrigues pelo Japão e pelas mulheres etéreas é uma constante em seu trabalho. Desta vez não foi diferente e as referências apareceram mais explícitas. O fundo da passarela já dava indícios do que viria a seguir: o Oriente em formas e modelagens. O fundo alaranjado era visto através de portas que lembravam as feitas com papel de arroz - típicas da cultura que o estilista mais aprecia.Na primeira entrada, Walter trouxe à passarela maiôs na cor salmão trabalhados com detalhes japoneses: as almofadinhas dos trajes típicos e os origamis em tecido. Depois vieram os vestidos curtos, acentuados no quadril e estampados no cetim de seda com desenhos florais. Novamente os volumes, pences e drapeados são trabalhados com tecidos de diferentes comprimentos. Os homens também tem vez na moda de Walter. Fazem um contraponto de cores com looks monocromáticos pretos mas seguindo a linha oriental. As calças vieram largas e com barras mais curtas em tecido sintético e as camisas transparentes em organza. A faixa amarrada na cintura: novamente o tom japonês. As mulheres do estilista são gueixas estilizadas. Ora apareciam com vestidos, blusas e calças com cortes retos e minimalistas e aplicação de cristais formando desenhos de cubos gigantes. Ora, com tecidos leves e moles com modelagem assimétrica e metros de tecidos pendentes. O grande toque da roupa na maior parte dos looks está nas costas: seja no trabalho com volumes ou costas nuas. Os plissados também são uma constante. Vêm trabalhados na altura do quadril como se fossem cúpulas de abajur. As cores são antagônicas: ou muito apagadas - salmão e amarelo, ou vivas -laranja e vermelho. Nos pés as lindas sandálias de salto alto com cristais Swarovski e solado laranja compõem as roupas. Os homens também ganham uma versão masculina: são sandálias de dedo baixas e também com cristais. Os chapéus de Philip Treacy dão um toque diferente e mais agressivo às peças.O desfile mostra uma mulher que incorpora a filosofia oriental no seu modo de se vestir. O Japão para Walter não é mais referência, é estilo de vida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.