Cultura Inglesa Festival premia cinco produções

As cinco melhores produções apresentadas no festival deste ano foram escolhidas pelo voto de mais dos 2.600 espectadores As cinco produções que mais se destacaram no 8.º Cultura Inglesa Festival receberam ontem os troféus do Prêmio Cultura Inglesa. Este ano, participaram do evento 15 obras de brasileiros inspirados em artistas britânicos contemporâneos, divididas em cinco categorias: teatro, dança, artes visuais, cinema digital e música eletrônica. Foi a primeira vez em que o público pôde avaliar as produções e escolher a melhor de cada área. Os 2.674 votantes escolheram, nas artes visuais, Sementes Gen-Étnicas, de Simone Reis; no teatro, Mal Secreto ? A Vida Amorosa de Ofélia, dirigida por Beth Lopes; O Caminho Se Faz ao Caminhar, do Grupo Excaravelhas, em dança; Quero Ser Jack White, de Charly Braun, no cinema digital; e High Bit Rate Project, do DJ Bruno Iasi em música eletrônica. A Cultura Inglesa destinou R$ 300 mil para a produção das obras do festival deste ano, selecionadas por 25 especialistas entre 197 projetos inscritos. As produções inéditas foram apresentadas em sete cidades paulistas, de 6 a 18 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.