Cultura exibe documentário inédito sobre Henfil

O cartunista Henrique de SouzaFilho, conhecido internacionalmente por Henfil, teve umacarreira curta, mas produtiva - foram quase 44 anos de uma vidamarcada pela perfeita tradução do pesado momento políticoimposto ao País. Seu filho Ivan mantém um acervo com mais de 15mil originais em que prevalece um estilo limpo, no qual somenteo que interessava era desenhado. Parte dessa obra é apresentadano documentário inédito em canal aberto Henfil - ProfissãoCartunista, de Marisa Furtado de Oliveira, que a TVCultura exibe sábado, às 21 horas.Realizado pela produtora Scriptorium Films em parceriacom a STV - Rede Sesc-Senac de Televisão, o programaacompanha os principais momentos da vida de Henfil, quecompletaria 59 anos na quarta-feira (ele morreu no dia 4 dejaneiro de 1988). A história é contada tanto pelo cartunista, emimagens e sons de arquivo de diversas emissoras de rádio e TV,como pelos amigos e colegas de trabalho. Juntos, ele constroemum mosaico do que representou um artista irrequieto.É o caso do escritor Roberto Drummond, que morreu no anopassado: foi ele quem primeiro empregou Henfil, criandoinclusive o apelido com que seria conhecido. À medida queacompanha a história do cartunista (ele viveu ainda no Rio deJaneiro, Nova York e São Paulo), o documentário mostra aformação de seu traço contestatório, que diabolicamentecontestava e enfrentava a ditadura militar. "Ele era nossoMiró", comenta Jaguar, com quem Henfil trabalhou na fase deouro do Pasquim. Surgem, assim, personagens que seriamconsagrados como a Graúna, Zeferino, Bode Orelana, Urubu,Orelhão e Ubaldo, o paranóico.O programa mostra também a luta do artista contra ahemofilia, que acabaria provocando sua morte, quando foicontaminado, durante uma transfusão de sangue, pelo vírus daaids. A partir de seus depoimentos, Henfil revela que aconvivência com a hemofilia deu-lhe defesas imunológicas contraa piedade, tornando-o tão impiedoso com os outros como eraconsigo mesmo.Henfil - Profissão Cartunista. Sábado, às 21 horas. TVCultura (operadora/canais: NET, 16; SKY, 37; Directv, 213)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.