Críticas

POP-ROCK

, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2010 | 00h00

BÁRBARA EUGÊNIA

JOURNAL DE BAD

Independente.

Preço: R$ 20

Bárbara Eugênia, mais uma voz cool na Pauliceia

Na cena pop de São Paulo não param de brotar cantoras e compositoras. A boa safra de 2010 ganha agora o primeiro álbum de Bárbara Eugênia, carioca radicada na capital paulista. Não é por acaso que Tatá Aeroplano, a síntese da nova Pauliceia, comparece no CD, tocando violão e cantando lindamente com ela a balada Dos Pés. O estilo rocker de Bárbara, certas soluções sonoras e influências combinam com os de Tatá e outros expoentes que trocam impressões por aqui e fazem a cena crescer. É significativa também a presença do mestre antropofágico Tom Zé em Dor e Dor, de sua autoria. Tatá e Bárbara (como deus e o mundo há tempos) buscam nitidamente referências no tropicalismo, além de Beatles. A melancólica Por Aí soa como se Rita Lee e Marianne Faithfull se cruzassem nos anos 60. A marchinha Sinta o Gole Quente no Café Que eu Fiz pra Ti Tomar, de Tatá, conta com ele, Otto, Pupillo, Guizado, Karina Buhr e outros bacanas. É tropicália via Júpiter Maçã, que tem a ver com Tatá. Bárbara revela-se boa compositora em canções amorosas de letras confessionais e canta ainda Junio Barreto, Fernando Catatau e Jam da Silva. Cool. /L.L.G.

OUÇA TAMBÉM

TROPICAL POLIÉSTER

Artista: Nina Becker. Álbum: Vermelho. Gravadora: YB Music. Preço: R$ 20 (www.fnac.com.br)

ERUDITO

AMERICANTIGA

MÚSICA NA CORTE,,,

Independente. Preço: R$ 50

Orquestra revela alguns segredos da música brasileira

Nas últimas década houve um movimento crescente em direção à investigação da música feita no Brasil dos séculos 18 e 19. E nesse processo, trabalho importante é o do maestro Ricardo Bernardes à frente do Americantiga. Prova disso é o disco que eles lançam agora, com duas obras-chave da composição nacional durante os anos de D. João VI no País, quando a vida musical experimentou crescimento vertiginoso, misturando influências e forjando uma linguagem particular.

Música na Corte do Rio de Janeira e na Província das Minas Gerais durante o Tempo de D. João VI no Brasil (1808-1822). O nome é pomposo, mas não precisa se assustar. Com instrumentos de época, os músicos interpretam o magnífco Requiem, de José Maurício Nunes Garcia, e a Missa em Ré Maior, de João de Deus de Castro Lobo. O DVD que acompanha o álbum coloca lado a lado autores brasileiros e portugueses, com destaque para árias e duetos de óperas das quais sabemos muito pouco - e poderíamos, pela amostra oferecida pelo Americantiga, conhecer mais. / JOÃO LUIZ SAMPAIO

OUÇA TAMBÉM

PE. JOSÉ MAURÍCO: MISSA E CREDO Artista: Orquestra Sinfônica Brasileira. Álbum: A Música na Corte de D. João VI Selo: Biscoito Clássico Preço: R$ 36,20

CAFONA

AMADO BATISTA

MEU LOUCO AMOR

Sony Music. Preço: R$ 30

Amado Batista, latifundiário do coração nacional

Amado Batista é um dos maiores artistas populares do País - até o final dos anos 1980, só perdia para Roberto Carlos em vendagens. Não gosta do rótulo "brega", acha desrespeitoso com seus fãs. Com 33 anos de carreira, o fazendeiro goiano acaba de lançar um novo CD, Meu Louco Amor, de novo desafiando sua "invisibilidade" crítica. É um exercício divertido tentar se despir do preconceito e ouvir sem culpa o velho Amado - é um mestre da dor de corno, um charmoso encantador de pieguices. Ele mostra que a chamada música "brega" brasileira aprendeu truques novos, arranjos que lembram macetes do britpop, por exemplo, como em Desejos e Segredos, e do metal melódico, como o riff de abertura de Não, Não Vá Embora. Diversão garantida, basta ir direto ao galope country Amanhã. Destrave a imaginação e você se pegará rindo um dia, apostando com amigos que a única diferença entre Thom Yorke e Marcio Greyck é o topete. / JOTABÊ MEDEIROS

OUÇA TAMBÉM

IMPOSSÍVEL ACREDITAR QUE EU PERDI VOCÊ. Artista: Márcio Greyck. Álbum: Sempre (2009). Gravadora: SOM LIVRE. Preço: R$ 25

SAMBA

DIOGO NOGUEIRA

SOU EU AO VIVO

EMI Preço: R$ 28

Na família Nogueira Diogo é Diogo e João é João

Filho de peixe grande poucas vezes peixe grande se torna. Diogo Nogueira, herdeiro de João, morto em 2000, tem conseguido uma proeza ao se libertar da imagem de "filho de mestre" com uma carreira que agora se populariza sobre uma base firme. Neste disco, que sai também com DVD, Diogo leva para seu pagode Chico Buarque (que colabora em Homenagem ao Malandro e Sou Eu, esta com Ivan Lins e Hamilton de Holanda), Pelo Amor de Deus, Deixa Eu Te Amar... Do pai, herdou o bom gosto e o grave da voz. Mas Diogo é Diogo, João é João. / JULIO MARIA

OUÇA TAMBÉM

MENINA DE CABELOS LONGOS

Artista: Agepê. Álbum: Mistura

Brasileira (1984). Gravadora: Philips

(fora de catálogo, mas vale busca na web)

ÉTNICO

ORQUESTRA DE BERIMBAUS.

SINFONIA DE ARAME

Independente.

Preço: indefinido

Dinho Nascimento afina os berimbaus em sinfonia

Poucos músicos, como os inventivos Naná Vasconcelos e Ramiro Musotto (1964-2009), conseguiram extrair grandes sons do berimbau. Dinho Nascimento é outro que há tempos vem explorando novas possibilidades desse instrumento. Depois de tê-lo experimentado até com o blues, ele o reinventa e rege a Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene na Sinfonia de Arame, numa interessante combinação de timbres de berimbaus afinados e agrupados por naipes, percussão, vocais, palmas e efeitos eletrônicos. Toninho Carrasqueira e Tião Carvalho são convidados. / L.L.G.

OUÇA TAMBÉM

MUNDO VERDE

Artista: Naná Vasconcelos. Álbum: Fragmentos. Gravadora: Núcleo Contemporâneo. Site: www.nanavasconcelos.com.br

HIP HOP

DAS RACIST

SIT DOWN, MAN

Mad Decent Preço: Grátis

Rimando além de bundas e tequilas

Hip hop que foge do machismo consumista de porta de boate é coisa rara. Só por isso, o disco de estreia do Das Racist, um grupo de art-rap de Nova York, já é um dos destaques do ano. Mas há outros motivos. As rimas são cômicas, sagazes e politicamente incorretas. Abordam tensões raciais com uma transparência incomum na sociedade americana. Fluem com elasticidade sobre as 19 faixas produzidas por músicos como o pianista de vanguarda Vijay Ire e o DJ Diplo. Baixe grátis no endereço www. myspace.com/dasracist./ ROBERTO NASCIMENTO

OUÇA TAMBÉM

IF YOU ONLY KNEW

Artista: Jurassic 5. Álbum: Power in Numbers. Gravadora: Interscope.

Preço: R$ 56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.