Crise administrativa ameaça "O Aprendiz 2", da TV Record

Parece ironia: a atração criada para descobrir um talento em gestão de empresas, e dirigida por um grande empresário , passa por uma crise administrativa. A segunda edição de O Aprendiz, que estréia em 26 de junho na Record, está com problemas em sua produção. A atração, que seria produzida pela produtora TV7 - que fez a primeira edição - passou para as mãos da Casablanca, responsável pela novela Metamorphoses, exibida pela emissora.Pois é, a alegação na época da mudança é que a TV7 estaria pedindo muito dinheiro para produzir O Aprendiz. Quando tudo parecia acertado, a Record voltou atrás e resolveu não provar do mesmo veneno de Metamorphoses. A emissora, em acordo com o apresentador Roberto Justus, decidiu não arriscar, e tentou voltar a bola novamente para TV7. A produção da atração foi interrompida. O problema é que J. Hawilla, dono da produtora, está irredutível na questão de valores, o que está pressionando a emissora a ela mesma assumir o comando da atração.Como se não bastasse esse jogo de empurra-empurra, Justus, que desde o início anunciou que seria, além de apresentador, o diretor-executivo da segunda edição do programa, recuou do cargo na semana passada. Nos bastidores comenta-se que o empresário temia não dar conta do negócio, por ter muitos compromissos fora da TV.Se a Record realmente ficar com a produção de O Aprendiz 2, os diretores José Amâncio e Flávia da Matta assumem o leme do programa. Isso, se não mudar tudo novamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.