Criadores de South Park acusam canal de hipocrisia

Depois de serem impedidos de utilizarem uma imagem do profeta Maomé, os criadores do desenho South Park decidiram se vingar do canal Comedy Central, que exibe o programa. Matt Stone e Trey Parker, autores de South Park, pretendiam explorar no desenho a polêmica envolvendo as charges do profeta publicadas na imprensa da Dinamarca, que geraram uma onda de protestos de muçulmanos em várias partes do mundo.Semanas atrás, executivos do Comedy Central informaram aos dois cartunistas que eles não poderiam usar a imagem no episódio, devido a preocupações com a segurança pública. Como é usual em South Park, Stone e Parker decidiram construir um episódio inspirado no caso.Na última quarta-feira, o personagem Kyle convence um executivo da rede Fox a exibir um programa contendo imagem do profeta. Na hora de aparecer a imagem, contudo, a tela é preenchida com a seguinte mensagem: "Comedy Central recusou-se a exibir a imagem do profeta Maomé". A seguir, aparecem imagens de Jesus Cristo defecando sobre o presidente George W.Bush e a bandeira dos Estados Unidos.Sátira religiosaTrata-se da segunda investida dos comediantes de South Park sobre temas religiosos nos últimos meses. Em março, o desenho teve um episódio que satirizava a Cientologia, seita com milhares de seguidores nos Estados Unidoscujo membro mais famoso é o ator Tom Cruise. Isaac Hayes, um cientologista que dublava o personagem Chef, demitiu-se em protesto.Na semana passada, South Park conquistou o prestigiado prêmio Peabody. Na ocasião, o diretor Horace Newcomb disse que o show "nos lembra da necessidade de sermos tolerantes".

Agencia Estado,

13 de abril de 2006 | 18h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.