Criador do mangá 'Shin-chan' é achado morto no Japão

A polícia acredita que Usui caiu de um precipício de 100 metros quando passeava por uma trilha

EFE,

20 de setembro de 2009 | 17h38

O criador da popular série de desenhos animados japonesa Shin-chan, Yoshito Usui, de 51 anos, foi encontrado morto neste domingo, 20, nove dias depois de ser dado como desaparecido em uma região montanhosa do Japão, informa a imprensa local.

 

A polícia das províncias de Gunma e Nagano, no centro do país, tinha iniciado as buscas em 11 de setembro, quando Yoshito Usui tinha dito que sairia para passear e que voltaria no mesmo dia.

 

Segundo o canal de TV público NHK, o corpo foi achado no sábado na montanha Arafune, na província de Gunma, e após resgatado foi confirmada a identidade.

 

A polícia acredita que Usui caiu de um precipício de 100 metros quando passeava por uma trilha.

Kasukabe, onde Usui morava, adotou a imagem de Shin-Chan como representação da cidade em abril passado, já que o famoso desenho se passa ali.

 

As aventuras do menino Shinnosuke Nohara em Shinchan, adaptadas para televisão e cinema, tiveram grande sucesso no mundo todo após serem publicadas pela primeira vez em papel, em 1990.

O personagem de Shinosuke, uma criança brincalhona, foi um grande sucesso na TV no Japão nos 90 e a série foi traduzida para vários idiomas.

Tudo o que sabemos sobre:
mangá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.