Coven inspira-se no preto, Cantão lança campanha pela leitura

A grife Coven mostrou vestidos e calças skinny e Cantão fez um desfile politicamente correto no Fashion Rio

Roberto Pennafort, de O Estado de S. Paulo,

10 de janeiro de 2008 | 20h06

Com inspiração no universo punk, no desfile da Coven no Fashion Rio nesta quinta-feira, 10, predominou o preto como base para o vermelho, violeta, rosa, verde, cinza e xadrez. Apenas num dos looks um trench coat amarelo quebrou a monotomina dos tons escuros. As calças modelo skinny estavam bem ajustadas, mas os vestidos - alguns deles com amarrações, cordas e trançados - tinham volume de gosto duvidoso.   Já a grife Cantão fez moda para quem gosta de ler, lançando uma campanha de incentivo a leitura: cinco bancas serão construídas pela cidade para possibilitar a troca e doação de livros. Aderindo ao projeto, o restaurante Zazá Bistrô criou um menu especial para o "Eu amo ler". Quem optar por ele ganha uma almofada da grife.   As moças que escolherem usar as roupas da grife vestirão vestidos mini ou longos. Para ficar a vontade, sarouels, um tipo de calça com gancho embaixo, também serão uma boa escolha. As cores vão do verde militar a tangerina, e as estampas apresentam desenhos e anotações, como num caderno de notas. A grife criou ainda viseiras de tricô, como forma de lembrar que o sol do inverno também traz efeitos nocivos para pele.  

Tudo o que sabemos sobre:
Fashion RioCantãoCoven

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.