Divulgação
Divulgação

Cotada para 3º Oscar, Meryl Streep diz que prêmio ainda importa

Atriz interpreta a ex-primeira-ministra da Grã-Bretanha Margaret Thatcher em 'A Dama de Ferro'

REUTERS

01 de dezembro de 2011 | 17h48

LONDRES (Reuters) - Ela já foi indicada ao Oscar 16 vezes, um recorde, e ganhou duas. Mesmo assim, Meryl Streep diz que ainda cobiça a estatueta dourada.

Streep concorreu pela primeira vez em 1979, disputando o Oscar de coadjuvante por O Franco Atirador. No ano seguinte, ganharia nessa categoria por Kramer vs. Kramer, e em 1982 levaria o prêmio de melhor atriz por A Escolha de Sofia.

Desde então, a atriz de 62 anos já voltou indicada em 12 ocasiões, e sempre saiu de mãos vazias. Agora, volta a ser apontada como favorita, como a protagonista de A Dama de Ferro, interpretando a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.

Nesta quinta-feira, questionada numa entrevista à rádio BBC sobre se ainda se importa com o Oscar, ela respondeu: "Infelizmente, ele ainda importa. Ele é excitante demais, é mesmo. Lembro da primeira vez que eu fui, e (Laurence) Olivier estava lá, e eu estava ao lado de Gregory Peck, e Bette Davis estava atrás de mim. Ou seja, faz muitos anos que vou nesse negócio, mas ele ainda é o que há."

Ela descreveu A Dama de Ferro - no qual interpreta Thatcher no auge do seu poder e depois como uma anciã desmemoriada - como um '(Rei) Lear' para meninas." "Diz respeito ao fim de jogo e a como o poder diminui, como abrimos mão das coisas, e essa é a parte que realmente me interessa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.