'Corumbiara' é eleito melhor filme brasileiro em Gramado

E o 37º Festival de Gramado terminou na noite de sábado consagrando a estética política, duplamente vencedora - na mostra brasileira, com "Corumbiara", o poderoso documentário de Vincent Carelli; e, na latina, com a ficção "A Teta Asustada", da peruana Claudia Llosa, que já havia vencido, em fevereiro, com o mesmo filme, o Urso de Ouro em Berlim.

AE, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 10h04

"Corumbiara" ganhou o Kikito de melhor filme, mas dividiu o de direção com Paulo Nascimento, da produção gaúcha "Em Meu Nome". Também recebeu os prêmios principais dos júris de estudantes e do público (um colegiado formado por leitores de 12 dos maiores jornais do País, incluindo o Estado). A "Teta Asustada" ganhou, além do Kikito de melhor filme, os de direção e atriz (Magaly Solier). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Os principais premiados

LONGA BRASILEIRO:

Melhor Filme: "Corumbiara", de Vincent Carelli

Melhor Diretor: Vincent Carelli, de "Corumbiara", e Paulo Nascimento, de "Em Teu Nome"

Melhor Ator: Leonardo Machado, por "Em Teu Nome"

Melhor Atriz: Vivianne Pasmanter, por "Quase Um Tango..."

Melhor Roteiro: Sérgio Silva, por "Quase Um Tango..."

Melhor Fotografia: Katia Coelho, por "Corpos Celestes"

Prêmio Especial do Júri: "Em Teu Nome", de Paulo Nascimento

Prêmio da Crítica: "A Canção de Baal", de Helena Ignez

Melhor Filme do Júri Popular: "Corumbiara", de Vincent Carelli

LONGA ESTRANGEIRO:

Melhor Filme: "La Teta Asustada", de Claudia Llosa

Melhor Diretor: Claudia Llosa, de "La Teta Asustada"

Melhor Ator: Horacio Camandule, por "Gigante", e Matías Maldonado, por "Nochebuena"

Melhor Atriz: Magaly Solier, por "La Teta Asustada"

Melhor Roteiro: Adrián Biniez, por "Gigante"

Prêmio Especial do Júri: "La Próxima Estación", de Fernando E. Solanas

Prêmio da Crítica: "Gigante", de Adrian Biniez

Melhor Filme do Júri Popular: "Lluvia", de Paula Hernández

Tudo o que sabemos sobre:
Festival de GramadocinemaCorumbiaraRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.