Cortes nas artes unem britânicos

Artistas britânicos estão protestando contra os cortes no financiamento público imposto pelo governo de David Cameron. Em carta ao jornal The Observer, cinquenta representantes da classe artística do Reino Unido alertam para os graves efeitos que os cortes terão na produção do país. Assinam o documento diretores e atores de teatro, televisão e cinema, entre eles o cineasta Mike Leigh e os atores Kenneth Branagh, Jeremy Irons, Helen Mirren e Julie Walters. Eles advertem que o mundo das artes enfrenta sua "maior ameaça em décadas", por conta dos enormes cortes, que implicam em redução das subvenções municipais a projetos culturais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.