Cortes atingem jornais de Houston e Atlanta

Os jornais norte-americanos Houston Chronicle e The Atlanta Journal-Constitution, dois dos maiores diários dos Estados Unidos, cortarão postos de trabalho, em mais um exemplo de uma tendência crescente no setor para enfrentar as enormes quedas na receita publicitária.

REUTERS

25 Março 2009 | 18h16

O Journal-Constitution, de propriedade do grupo privado Cox Newspapers, reduzirá sua equipe em cerca de 90 pessoas, ou quase 30 por cento, anunciou a empresa em seu site na Internet nesta quarta-feira.

Já o Houston Chronicle, do grupo Hearst Corp, cortará 12 por cento de sua equipe, disse na terça-feira a noite. Os cortes incluem cerca de 90 vagas na redação e 200 empregados de outras áreas.

A decisão, anunciada aos funcionários na terça-feira pelo editor do Chronicle, Jack Sweeney, é parte de um esforço para reduzir os custos em meio a uma mudança sem precedentes na indústria de periódicos, disse o jornal.

Quase todos os jornais norte-americanos sofrem com uma grande queda em receitas publicitárias. A recessão agrava cortes no orçamento já praticados, pois mais pessoas vão à Internet para obter informação gratuita.

Dos mais de 1.400 diários publicados nos EUA, o Chronicle e o Journal-Constitution estão entre os 25 com maior circulação.

(Reportagem de Robert MacMillan em Nova York e S. John Tilak em Bangalore)

Mais conteúdo sobre:
MIDIA EUA CORTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.