Corte de energia: cena cultural tem novos horários

O racionamento de energia elétrica está causando mudanças na cena cultural de São Paulo. Esta semana, a Secretaria de Estado da Cultura informou que mudou os horários de funcionamento dos seus "equipamentos" (teatros, casas de cultura, oficinas) em virtude da disposição do governo de fazer uma redução drástica de energia nos prédios públicos. A Secretaria de Estado divulgou os seguintes novos horários:Museus - de terça a domingo, das 10 h às 17 h. O Museu da Imagem e do Som, que tem programação considera "atípica" pela secretaria, terá eventos fora desses horários, mas com algumas ressalvas: em caso de vídeo e filme, haverá apenas uma sessão e, caso haja poucos espectadores, as apresentações serão realizadas somente aos sábados e domingos.Sala São Paulo - Concertos da Orquestra Sinfônica do Estado: quintas-feiras, às 21 h, e aos sábados. às 16h30. A bilheteria funcionará das 10 h às 17 h e nos dias de espetáculos até o início dos mesmos. Iluminação externa permanecerá desligada; apenas as portas principais serão iluminadas. O foyer café e hall terão uma fileira de lustres acesas e duas fileiras apagadas.Memorial da América Latina - De terça a domingo, das 10 h às 16 h. Iluminação da fachada permanecerá desligada, apenas as luzes de segurança serão acesas. Nos dias de espetáculos noturnos a iluminação será reduzida.Teatros - Funcionam normalmente. Iluminação externa permanecerá desligada. Durante os espetáculos só serão acesas as luzes de emergência e a de entrada.Oficinas Culturais - Funcionam normalmente. Iluminação externa permanecerá desligada. Durante os espetáculos só serão acesas as luzes de emergência e do hall de entrada. Também em virtude do racionamento de energia, o Instituto Moreira Salles de São Paulo está como novo horário de funcionamento, que é agora de terça a domingo, das 13 horas às 17 horas.Bibliotecas - A Secretaria Municipal de Cultura informou que as 37 bibliotecas infanto-juvenis de São Paulo também têm horários novos. De segunda a sexta, o horário geral era das 8 h às 17 h. Agora, é das 9 h às 16 h (com rodízio em cada região, para que pelo menos uma biblioteca funcione no horário normal). A escala de plantões estará afixada nas bibliotecas. A Biblioteca Monteiro Lobato ficará aberta das 9 horas às 17 horas. Aos sábados, o funcionamento continua no horário normal, das 8 h às 14 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.