Corpo do arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé, é velado em Brasília

Enterro acontecerá na sexta-feira no Cemitério Campo da Esperança

Ricardo Della Coletta de Carvalho , O Estado de S. Paulo

22 de maio de 2014 | 23h56

O corpo do arquiteto João Filgueiras Lima, o "Lelé", foi velado nesta quinta-feira, 22, no salão nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília. Ele morreu na quarta-feira, em Salvador, aos 82 anos, em decorrência de um câncer.

Lelé deve ser enterrado na manhã desta sexta-feira, 23, no Cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Ele iniciou sua carreira na construção de Brasília. Na capital, Lelé é responsável por obras como o Memorial Darcy Ribeiro, conhecido como Beijódromo.

"O Brasil teve protagonismo (no movimento moderno) com Oscar (Niemeyer) e Lúcio (Costa). O Lelé conseguiu aproveitar o que havia de mais substancioso e evoluir para uma prática profissional que envolvia a melhor técnica voltada para os programas sociais", disse Aroldo Pinheiro, do Conselho Nacional de Arquitetura e Urbanismo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.