Corpo de Luiz Carlos Alborghetti é velado no Paraná

Ex-deputado estadual e apresentador de rádio e TV polêmico será cremado nesta quinta-feira, 10

10 de dezembro de 2009 | 05h33

Cena do último vídeo do apresentador publicado na internet, dia 17 de outubro. Foto: Reprodução

SÃO PAULO - O ex-deputado estadual pelo Paraná e apresentador de rádio e TV, Luiz Carlos Alborghetti, 64 anos, conhecido como Cadeia, morreu na tarde de quarta-feira, 9, vítima de câncer de pulmão, em Curitiba. O corpo será velado até as 16h desta quinta-feira, 10, na Assembleia Legislativa do Paraná, e cremado às 17h, na cidade de Campina Grande do Sul.

Nascido em Andaradina, em 1945, Alborghetti iniciou sua vida política como vereador em Londrina, eleito em 1982. Na Assembleia Legislativa do Paraná, o apresentador foi eleito para quatro mandatos consecutivos: 1987-1990, 1991-1994, 1995-1998 e 1999-2002.

 

Em 1976 iniciou sua carreira, em uma rádio de Londrina, com um programa policial que relatava os crimes ocorridos na cidade. Alcançou a fama na década de 90, quando apresentou o programa "Cadeia" pela rede CNT, no qual gritava, xingava e criava polêmica, e aparecia sempre com um porrete de madeira, que batia contra a mesa para mostrar indignação.

 

Alborghetti insipirou dezenas de apresentadores que vieram depois como o seu assistente Carlos Massa (Ratinho), Gilberto Barros (Leão), Marcelo Resende e José Luiz Datena.

 

Quando a CNT tinha uma parceria com a TV Gazeta, em São Paulo, seu programa tornou-se nacional e passou a encostar nos 10 pontos de audiência, uma marca histórica para a emissora paulista. Entretanto, Alborghetti ficou fora de controle, como em um dos seus programas em que chamou os governadores Fleury e Covas de "bundas-moles" no ar. Covas reagiu e pediu sua cabeça.

 

Após o episódio, foi tirado do ar e começou o seu declínio. Ele chegou a acusar o seu discípulo, Ratinho, de puxar o seu tapete.  Com informações de Jotabê Medeiros e Fabiana Marchezi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.