AP
AP

Corpo de García Márquez será cremado no México

Autor de 'Cem Anos de Solidão1 morreu nesta quinta-feira em sua residência da capital mexicana

Efe,

18 de abril de 2014 | 06h45

O corpo do escritor colombiano Gabriel García Márquez, que morreu nesta quinta-feira, será cremado "em particular" e na segunda-feira acontece uma homenagem no Palácio de Belas Artes da capital mexicana. Assim disse a diretora do Instituto Nacional de Belas Artes (Inba), María Cristina García Cepeda, em comunicado que leu em nome da família em frente à casa do Nobel de literatura, no sul da capital mexicana.

 

"O Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (Conaculta), a pedido da família de Gabriel García Márquez, informa que o corpo do escritor será cremado em particular. Na segunda-feira a partir das 16 horas será realizada uma homenagem no Palácio de Belas Artes, onde o público poderá homenagear seu legado", finalizou María Cristina.

 

A diretora do Inba foi acompanhada de Jaime Abello, diretor-geral da Fundação Gabriel García Márquez, que afirmou que esta é a única informação que vai ser divulgada sobre a morte do escritor colombiano.

"A ideia agora é repousar, descansar e recuperar um pouco de tranquilidade", acrescentou Abello, aconselhando os vários jornalistas que estão o dia todo na porta da casa. Interrogado sobre as causas da morte do escritor, Abello disse: "Os médicos dirão posteriormente, suponho".

 

O autor de "Cem Anos de Solidão" morreu nesta quinta às 14h (horário local,16h em Brasília) em sua residência da capital mexicana, após estar doente desde as últimas semanas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.