Reprodução
Reprodução

Corpo da atriz Marília Pêra é velado na zona sul do Rio de Janeiro

Velório acontece na tarde deste sábado, 5, no Teatro Leblon

Constança Rezende, O Estado de S. Paulo

05 de dezembro de 2015 | 12h01

O velório da atriz Marília Pêra está sendo realizado no Teatro Leblon, na Sala Marília Pêra, neste sábado, 5. Ela morreu em sua casa na zona sul do Rio, aos 72 anos. A atriz lutava há dois anos contra um câncer e passava por um tratamento para um desgaste ósseo na região lombar.

Durante toda a manhã, personalidades do meio artístico manifestaram-se sobre a perda. Em poucas horas, o seu nome era o mais comentado no Twitter brasileiro. "Mesmo com dor, ela atuava, sentada, e tinha aquela chama", afirmou o ator e diretor Miguel Falabella, aos prantos, ao chegar ao velório. "Já vi as melhores atrizes do mundo atuar e, com certeza, ela estava no top 5", afirmou. "Eu não contracenava com ela, tinha 'master classes'. Eu ia para a 'Globo' aprender", completou.

Em depoimento para a GloboNews, a atriz Nicete Bruno lamentou a morte da amiga. "Tanto o pai dela, que foi um grande ator de comédia, o Manuel Pêra, a mãe, a avó também tinha uma veia cômica muito grande. Então ela tinha isso. Mas era uma atriz muito completa. Marília estava sempre brilhando. Ela cumpriu lindamente essa trajetória artística. É isso que o Brasil vai sentir falta. Vamos ficar com essa lembrança para podermos preencher a nossa saudade de Marília Pêra", disse.

Já a atriz Cláudia Raia disse que estava "dilacerada". "Uma mulher que fez tanto pelo teatro musical, tantos espetaculares personagens, projetos. Pra mim ela era uma referência. Eu tinha uma relação muito forte com ela. Ela era muito respeitosa comigo, assistia a todos os meus espetáculos. O último momento que tivemos juntas foi há uma duas semanas. Ela queria assistir o Raia 30, mas estava impossibilitada, de cadeira de rodas. E eu disse que quando ela quisesse, eu apagava as luzes do teatro, para ela não ser exposta, e botava ela para dentro. E ela ficou muito feliz. Eu adoro a Marília. Estou dilacerada. Porque tudo que eu fiz em musical foi baseado no trabalho dela. Ela me inspirou uma vida inteira".

A atriz Camila Pitanga escreveu no Instagram: "Marília Pêra. Ela protagonizou inúmeras cenas antológicas do teatro e do cinema brasileiro. Destaco essa do filme Pixote. Sinto um soco no estômago com essa perda. Minha solidariedade com os familiares e amigos próximos".

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, também divulgou nota. "Marília Pêra emprestou seu talento a dezenas de personagens marcantes. Personagens que passaram a fazer parte da família brasileira. É com muita tristeza que recebo a notícia de sua morte. Todos os nossos aplausos para essa atriz, que soube interpretar a vida de forma estupenda", lamentou.

No Twitter a cantora Gal Costa, escreveu: "R.I.P. Marilia Pêra saudades amiga. Vá em paz! Muita paz e luz". O apresentador Serginho Groisman lamentou: "Com muita tristeza soube da morte de Marilia Pêra. A Arte chora mas agradece tua brilhante passagem". A atriz Grazi Massafera publicou:"Adeus Marília Pêra, que perda imensa".

Segundo o seu perfil no Memória Globo, Marília Soares Pêra, filha, neta e sobrinha de atores, pisou num palco pela primeira vez quando tinha 19 dias de vida. "Minha mãe diz que eu entrei no colo de uma atriz, amiga dela, numa peça em que precisavam de um bebê", disse. Aos 4 anos, ela começou a trabalhar na Companhia de Henriette Morineau, interpretando uma das filhas de Medéia na peça homônima de Eurípedes, na qual também atuavam seus pais, Manoel Pêra e Dinorah Marzullo. "Fui criada dentro das coxias. Eu me preparei para ser atriz olhando os grandes atores, os atores, os maus atores. Meus pais trabalharam muito com Madame Morineau e com Dulcina de Moraes também. Eu pude ter essa visão do teatro feito por uma trágica, Madame Morineau, e por uma comediante de primeiríssima, Dulcina", disse no realto do arquivo.

Tudo o que sabemos sobre:
Marília Pêra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.