Cori de Herchcovitch deixa tradicional de lado

A tradicional marca de prêt-à-porter confiou ao estilista Alexandre Herchcovitch a tarefa de rejuvenescer sua imagem e fazer o link com as tendências do momento. Se na temporada passada Herchcovitch se ateve ao caráter industrial e fez um quase desfile de show-room, agora está mais à vontade. A montagem tinha cara de butique. E as globais Angélica e Glória Maria estavam lá, na primeira fila, conferindo o romantismo urbano da coleção. O colorido de listras e com pinta de retalhos ? que pontuou a coleção de Herchcovitch no inverno ? pintou de novo na Cori, em clássicos relidos. Por exemplo, o twin set era casaquinho sobre maiô. E os shortinhos tipo academia vinham cheios de babados. Sobreposições de saias e drapeados estratégicos também ajudaram a sacudir a caretice. Tudo muito bom, tudo muito bem. Mas será que a consumidora Cori segura?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.