Cópia ilegal é discutida na Bienal

A reprodução ilegal de livros é o tema da mesa-redonda Verdades e mentiras sobre as duplicações, cópias, apropriações e deslocamentos", programada para hoje, às 19 horas, no Auditório Carlos Drummond de Andrade, do Riocentro, onde ocorre a 10.ª Bienal Internacional do Livro, no Rio de Janeiro. Participam do debate a historiadora Maria Alice Rezende de Carvalho, do Instituto Universitário de Pesquisa da Editora Cândido Mendes; Renato Janine Ribeiro, professor de filosofia da USP; Yvonne Maggie, professora de Antropologia e diretora da editora UFRJ e a editora Cristina Zahar, que dirige a Editora Zahar. A coordenação será feita pelo professor e diretor da Editora da UFMG, Wander Melo Miranda. O debate está sendo organizado pelo Estande das Editoras Universitárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.