Contra-regras da Broadway fazem acordo com produtores

Contra-regras da Broadway e produtores de teatro chegaram a um acordo para acabar com a greve que tem paralisado um grande número de peças e musicais por mais de duas semanas. O acordo foi fechado na noite de ontem depois de duas horas de reunião entre o Local 1, o sindicato dos contra-regras, e a Liga dos Teatros e Produtores da América. A paralisação, que começou no dia 10 de novembro, rendeu à cidade e aos teatros um prejuízo de milhões de dólares. O acordo, que acabou com 19 dias de obstrução dos trabalhos, foi confirmado por Bruce Cohen, o porta-voz do sindicato. As negociações ocorreram lentamente também ontem, mas ambos os lados concordaram com o que, aparentemente, era o último obstáculo para o fim da greve: o salário que deveria ser pago aos contra-regras em troca da redução do que os produtores dizem ser regras de trabalho onerosas que requerem contratar mais contra-regras que o necessário. Não foram fornecidos detalhes do acordo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.