'Contos da Noite' estreia na TV paga e no cinema

No Festival de Berlim, há dois anos, houve um dia inteiro - um domingo - para celebrar o 3-D. A Berlinale exibiu pela manhã a animação de Michel Ocelot, Contos da Noite. À tarde e à noite, apresentou dois documentários também produzidos em 3D - Pina, de Wim Wenders, que eterniza as coreografias de Pina Bausch, e A Caverna dos Sonhos Perdidos, de Werner Herzog.

LUIZ CARLOS MERTEN, Agência Estado

16 de julho de 2013 | 10h09

Jornalistas de todo o mundo, cinéfilos - todos puseram óculos para desfrutar das belezas e da inventividade visual que o desenvolvimento tecnológico pode proporcionar. A curiosidade é que quase dois anos e meio depois, Contos da Noite finalmente estreia nos cinemas brasileiros - na próxima sexta-feira, dia 19. Já vai chegar tarde, porque nesta terça, 16, o belo desenho do francês Ocelot faz sua estreia na TV paga, no Telecine Cult, às 22 horas. A diferença, e não é pouca coisa, está no fato de os Contos da TV serem na versão plana, em 2D. Não deixam de ser mais belos por isso, mas a versão idealizada pelo autor, só na sexta.

Justamente na sexta, 19, também entra em cartaz outra animação destinada a atrair o público infantil, nesta temporada de férias - Turbo. Em tudo e por tudo, Turbo e Meu Malvado Favorito 2, já em exibição nos cinemas do País, diferem de Contos da Noite. Turbo mostra um caramujo que adquire a capacidade de se mover a grande velocidade e, por isso mesmo, se torna uma aberração aos olhos de sua espécie. Meu Malvado 2 reafirma o malvado do primeiro filme como um vilão de bom coração - aliás, ele agora é o herói da história, enfrentando o verdadeiro vilão, que se chama El Macho (e, nas versões dubladas, fala com a voz de Sidney Magal).

Contos difere de ambos por ser fiel ao estilo que consagrou Ocelot. No novo filme, o tema é a magia do próprio cinema. Um diretor e dois atores decidem, numa velha sala, que histórias contar. No anterior, As Aventuras de Azur e Azmar, o diretor já viajara nas 1001 Noites. Desta vez, a viagem é de novo na noite e não deixa de haver uma retomada do fio de Xerezade para unir os relatos de feiticeiros, princesas, heróis. Nem todas as moças são boazinhas, algumas são malvadas, para fugir ao maniqueísmo das animações para crianças. Os reis, que também existem, são severos.

CONTOS DA NOITE - Título original: Les Contes de la Nuit. Direção: Michel Ocelot. Gênero: Animação (França, 84 min.). Classificação: Livre. Estreia 6ª

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaTV pagaContos da Noite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.