Contos brasileiros encenados no Metrô

O projeto São Paulo: Vozes e Olhares do Brasil, idealizado pela Associação 5.º Centenário e realizado pelo Metrô de São Paulo, traz mais uma atração para o público mirim. Sob a coordenação de Regina Machado, a Companhia Palavra Viva apresenta nessa quinta, às 15 horas, o espetáculo O Papagaio, o Segredo, o Boi e o Macaco: Contos Populares Brasileiros, no Espaço Cultural Metrô República. No sábado, o grupo de contadores de histórias repete a dose no Teatro Escola Brincante, com uma versão para adultos. A programação continua no dia 31, na Estação Vila Madalena.Há quase 20 anos, Regina dedica-se às pesquisas e coletas de contos de diversas culturas do mundo todo, focando especialmente as manifestações da cultura popular brasileira em relatos e cantigas. Formada por Urga Maira Cardos, Andy Rubinstein, Madalena Monteiro, Nelson Badra Júnior e Cristiane Velasco, a Companhia Palavra Viva também desenvolve um trabalho de pesquisa da arte narrativa de tradição oral, no Núcleo de Arte Educação da ECA/USP.O resultado é apresentado em espetáculos que reúnem uma seleção de contos, geralmente acompanhados por músicas e cantigas, como O Papagaio, o Segredo, o Boi e o Macaco: Contos Populares Brasileiros. "Damos muita importância e valor à cultura nacional", afirma Regina. "Por isso, fazemos um trabalho com uma proposta estética diferenciada, que apenas sugere e estimula a imaginação das crianças."Coelhos saindo da gaiola são representados por novelos de lã dentro de uma cesta. "O papagaio é um pedaço de cetim, já que os personagens são identificados pela maneira como são usados", explica a contadora de histórias, referindo-se aos movimentos corporais. Segundo Regina, responder a perguntas, como qual a relação imaginária da criança com o mundo ou como se conta uma história para adultos ou para a garotada, são fundamentais para um bom trabalho.Nos espetáculos nas estações do metrô, a companhia vai mostrar quatro contos que vão do engraçado ao poético. Para o público adulto, que vai conferir a apresentação no Teatro Escola Brincante, Regina fez algumas adaptações na linguagem e no repertório, como incluir mais dois contos.A preocupação com a cultura brasileira também está presente em cada parte que integra a produção da peça. O cenário, por exemplo, é formado por uma cortina de crivo feita por uma rendeira baiana e uma moldura de fitas de cetim. Supervisionados pela musicóloga Lidia Hortélio, os músicos vão tirar da flauta, do violão, do cavaquinho, da viola e de instrumentos de percussão e efeitos ritmos variados, como chorinho e maracatu.Autora de Formiga Aurélia e Outros Jeitos de Ver o Mundo (Cia. das Letrinhas), Regina está escrevendo um novo livro de contos para crianças ainda sem título. Além de realizar cursos e oficinas de formação para educadores, contadores de histórias e interessados, Regina e a Companhia Palavra Viva pretendem desenvolver um trabalho na comunidade carente da região próxima à USP, na zona oeste da cidade. "Queremos dar cursos e multiplicar nossa proposta de trabalho."O Papagaio, o Segredo, o Boi e o Macaco: Contos Populares Brasileiros. Quinta, às 15 horas, grátis, Estação República. Sábado, às 20h30, R$ 10,00, Teatro Escola Brincante. Rua Purpurina, 428, tel. 3819-0575. E no dia 31/8, às 10 horas, grátis, Estação Vila Madalena

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.