Conheça os principais quilombos remanescentes

Os maiores quilombos da história do Brasil se tornaram conhecidos pela sua árdua resistência à monarquia e ao regime escravocrata que dominaram o país até os últimos anos do século 19. O Quilombo de Palmares, na serra da Barriga, em Pernambuco, é considerado por muitos o maior. Chegou a ter 30 mil habitantes, e durou 94 anos, sendo que foi liderado nos seus últimos anos por Zumbi - uma das figuras mais populares entre os negros da história. Há quem diga que o Quilombo do Campo Grande, em Minas Gerais, que foi por muito tempo liderado pelo Rei Ambrósio, tenha sido ainda maior que Palmares, chegando a ter 20 mil pessoas em seu núcleo.Hoje, os quilombos não são tão grandes numericamente, e nem têm sua importância diretamente atrelada a isto. Mas têm sua relevância cultural, social e até política. Abaixo, os principais entre tantos existentes no território brasileiro:Rio das Rãs - Localizado próximo a Bom Jesus da Lapa (BA), foi o primeiro oficialmente identificado e reconhecido pela União em Diário Oficial, em 18 de dezembro de 1995. Campinho da Independência - Fica no Rio de Janeiro, próximo a Parati, e foi o primeiro quilombo da região sudeste a ser reconhecido, recebendo o título de terras no ano passado.Boa Vista - Faz parte de uma comunidade de 21 vilas próximas ao município de Oriximiná (PA). Boa Vista só é acessível via barco, e fica ao lado de uma mineiradora que a coloca sobre constante ameaça. Foi a primeira comunidade a tentar conseguir sua titulação através do Incra.Frenchal - Para garantir a propriedade dessa comunidade aos quilombolas contra os fazendeiros da região, o governo decretou a área, que fica próxima a Mirinzal (MA), reserva extrativista. Foi também o primeiro local a receber título de terra, em 97.Cafundó - Próxima a Sorocaba (SP), Cafundó é conhecida por um dialeto característico que sobrevive desde a escravidão: a cucópia, uma mistura de vocabulário africano com base gramatical em português, que os habitantes também falam. Cafundó foi tombado pela Secretaria Estadual da Cultura.Kalungas - é o maior remanescente do país, e fica próximo a Monte Alegre e Cavalcante (GO). Tem cerca de 4 mil habitantes que se distribuem numa área de 202.600 metros quadrados. Em 1991 foi transformado em sítio histórico e patrimônio cultural pelo Estado de Goiás.Caxambu - todos moradores desse quilombo, no município de Rio Piracicaba (MG), levam só um sobrenome: Alcântara. A família cultiva com paixão hábitos de seus antepassados, além de possuirem uma companhia de teatro e um coral, com dois CDs lançados e parcerias com Chico César e Martinho da Vila.Ivaporunduva - o primeiro quilombo reconhecido no estado de São Paulo e o maior da região do Vale do Ribeira. Ivaporunduva destacou-se por ter entrado em contato com um advogado e acionar a Justiça, em 1995, para obter posse de terra. Tem o título de posse emitido pela Fundação Palmares - sem valor, porém para o Governo Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.