Congresso local no México pede punição a Miley Cyrus por desrespeito à bandeira

O Congresso do Estado de Nuevo León, no norte do México, quer que o governo federal puna a cantora norte-americana Miley Cyrus depois de um show em que um de seus dançarinos a agarra por trás supostamente com uma bandeira mexicana.

REUTERS

17 Setembro 2014 | 21h47

Miley, cujas performances são caracterizadas por atitudes escandalosas, fez show na terça-feira em Monterrey, capital de Nuevo León, justamente no dia em que os mexicanos celebram o Dia da Independência.

"Aprovamos um mandado para que o Ministério do Interior faça cumprir a lei sobre o uso da bandeira, o emblema e o hino nacional para punir a cantora, sua equipe ou a organização que a trouxe pelo uso indevido da bandeira mexicana", disse à Reuters o deputado Francisco Treviño.

As autoridades mexicanas são, frequentemente, muito sensíveis à falta de respeito pelos símbolos nacionais. No passado, a cantora mexicana Paulina Rubio foi multada pelo Ministério do Interior por posar para uma revista enrolada na bandeira mexicana.

A pena prevista em lei pode variar de uma multa de 250 salários mínimos (cerca de 1.200 dólares) ou prisão por até 36 horas, disse Treviño.

(Reportagem de Gabriela López)

Mais conteúdo sobre:
GENTE MILEY MEXICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.