Confira principais atrações da Virada Cultural

Desde a volta do Mercado Mundo Mix na Galeria Prestes Maia até o Sarau Poetas das Sombras, sucesso do ano passado na Casa das Rosas, ou a cantora japonesa Cana, o percussionista baiano Dinho Nascimento e mais músicos como Johnny Alf, Arrigo Barnabé, Jair Rodrigues, Mônica Salmaso estão entre as muitas outras atrações culturais que agitam São Paulo na virada de sábado para domingo.SÁBADO18h - A Banda Mantiqueira se junta a João Bosco para abrir a 2.ª Virada Cultural, no palco do Vale do Anhangabaú. 18h - No mesmo horário, o pessoal do fanzine Putzgrila promove uma jam session de quadrinhos e caricaturas no Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000). 18h - Na Galeria Prestes Maia começa o Mercado Mundo Mix. 19h - Francis Hime e Trio se apresentam no Teatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/n). 20h - O movimento hip hop comemora seus 20 anos no Brasil com uma apresentação especial na Estação São Bento do Metrô, onde tudo começou. O mestre de cerimônias será o pioneiro Thaíde. 20h - Começa a mostra de Música Periférica Brasileira, no Centro Cultural Monte Azul (Rua Tomás de Souza, 552). 20h30 - Aula de dança de salão no Centro Cultural São Paulo. 20h45 - Ney Silva canta João Nogueira no palco montado no Museu do Ipiranga (Parque da Independência). 21h - A cantora japonesa Cana, que compõe e canta música brasileira, se apresenta com convidados na Mauro Discos (Rua Clélia, 33, loja 38). 21h - Os bonecos do Grupo Sobrevento contam a vida de Mozart no espetáculo Mozart Moments, no Teatro Municipal. 22h30 - Começa o Baile da Virada no Sesc Ipiranga, com Paulo Moura e Banda Cometa Gafi (Rua Bom Pastor, 882). Ingresso: R$ 15. DOMINGO 0h - Mônica Salmaso e Toninho Ferragutti sobem no palco do Auditório Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n). 0h - O Conexion Caribe (Rua Belmiro Braga, 27) organiza uma animada aula de salsa e merengue. Ingresso: R$ 15. 2h - O grupo Sambaqui, que pesquisa a cultura tradicional da região sudeste, se apresenta no Boulevard das Artes, no centro, com o show Samba Rural Paulista. 2h45 - O percussionista baiano Dinho Nascimento se apresenta no Reserva Cultural (Av. Paulista, 900). 3h - Marcos Damigo apresenta o monólogo O que Foi Moderno no Passado?, no Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93). 3h - Os poetas Luiz Alberto Machado Cabral e Frederico Barbosa comandam o sarau Poetas das Sombras, sucesso de público na Virada do ano passado, na Casa das Rosas (Av. Paulista, 37). 4h - Na alta madrugada, serestas e serenatas tomam conta do Sesc Pompéia (Rua Clélia, 93), com o grupo Feitiço do Sereno. 5h - Começa um cortejo de maracatu na Praça da Sé, com o grupo Cia. de Artes do Baque Bolado, que reúne dançarinos, pernaltas, cantores e músicos. 6h - O grupo Violeta de Outono toca no Palco Rock, na Penha (Av. Alvinópolis, ao lado da Estação Vila Matilde do Metrô), e promete uma versão integral de Echoes, do Pink Floyd, ao amanhecer. 10h - Arrigo Barnabé e Paulo Braga apresentam Clara Crocodilo - Uma Suíte a 4 Mãos, no Teatro Municipal. 11h - Tem contação de histórias no Centro da Cultura Judaica (Rua Oscar Freire, 2500), com Célia Gomes. 12h - O grupo de percussão Dança do Cacuriá toca o ritmo maranhense em pleno Mercado Municipal (Rua da Cantareira). 14h - Jair Rodrigues é o mestre de cerimônia do show que conta a história do samba paulista no palco montado no Vale do Anhangabaú. 16h - Johnny Alf revive os sucesso de sua carreira no Teatro Municipal. 16h - Na tenda-cinema do Cine Tela Brasil é exibido 2 Filhos de Francisco, em Parada de Taipas (Est. de Taipas, esquina com a Rua Camilo Zanoti). 17h - Chico Pinheiro e Fábio Torres levam seu duo de vilões ao Parque Trianon (Av. Paulista).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.