Confira a moda das grifes Lenny, Alessa e Sta Ephigênia

No Fashion Rio, marcas mostram estampas étnicas, gastronomia e delírios da artista japonesa Yayoi Kusama

Clarissa Thomé, de O Estado de S. Paulo ,

09 de junho de 2009 | 21h26

O verão da Lenny será de estampas de étnicas, passando por África e Tailândia, de folhagens e do oceano. A estilista Lenny Niemeyer pensou numa mulher "com olhar de um pássaro", em busca de paisagens ensolaradas. Os biquínis têm amassados tecnológicos e decotes orgânicos, profundos, moldados em ferro tubular, que dão valorizam as formas.

 

Veja também:

linkWalter Rodrigues deixa a festa de lado no Fashion Rio

 

 

Para essa mulher que se arrisca em outras culturas, Lenny ousou com maiôs com ombreiras, e muitas tiras cortadas a laser, seja enfeitando as costas, uma das alças, a lateral da calcinha do biquíni ou cobrindo completamente a frente das peças. Nas peças lisas, a coleção foi de contrastes entre o ouro velho e o vermelho, o verde vibrante e o azul petróleo.

 

Lenny também pensou em macacões, shorts e mini vestidos em seda, linho ou crepe. As estampas acompanham às dos biquínis e maiôs ou bem clarinhos, em areia. Com a primeira fila recheada de Vips - o cantor Falcão foi assistir à namorada, a modelo Isabeli Fontana, a atriz e apresentadora Ana Furtado, os estilistas Carlos Tufvesson e Oscar Metsavaht, entre tantos outros - o desfile da Lenny atrasou 40 minutos. O público acabou "aplaudindo" duas vezes para apressar a apresentação e teve até quem desistisse.

 

Alessa inspira coleção na gastronomia

 

A coleção da grife Alessa é de dar água na boca, literalmente. Inspirada na gastronomia, Alessa Migani fez vestidos leves em shantung, cetim e crepe de seda, sugerindo uniformes de chefs e aventais, com cinturas bem marcadas.

 

 

Criativa, fotografou pratos de chefs como Claude Troigros, Felipe Bronze, Roberta Sudbrack, Roland Villard e transformou-os em estampas de maiô, vestido, regata... Taças coloridas e saladas de fruta também viraram estampas.

 

A top internacional Anastasija Kondrateva desfilou num vestido envelope de shantung preto, enfeitado com botões em formato de boca - referência ao nome da coleção Boca-a-Boca. Os shorts, que prometem ser o hit da próxima estação, são de couro molinho, na cor coral.

 

Ao fim, Alessa pulou de uma enorme boca aberta. Desequilibrou-se, mas não perdeu a graça. E fez reverências para o público, os fotógrafos e os chefs que foram prestigiar sua coleção, como Roberta Sudbrack.

 

Sta Ephigênia desfila delírios de artista

 

Os delírios da artista plástica japonesa Yayoi Kusama com pontos, bolas e círculos coloridos inspiraram Luciano Canale, na coleção que criou para a Sta Ephigênia. Suas peças tinham desde poás gigantes a ilhoses de todos os tamanhos em saias, camisetas e vestidos. Paetês em escama verde musgo e dourados foram aplicados em vestidos evasê, e saias longas. Canale usou tecidos como sedas, linho e algodão. O tricô, com bordados circulares, fez belo efeito em vestidos e saias.

 

 

Em tempo: Yayoi Kusama, expressão da pop arte dos anos 70, internou-se a si mesma em hospital psiquiátrico para tratar do transtorno obsessivo compulsivo.

 

Nota: O iate Pink Fleet, do milionário Eike Batista, ancorou no Píer Mauá. Está aberto a visitação, com restaurante a bordo. Amanhã à noite, o barco será palco de festa para 400 vips, embalada pelo DJ Zé Pedro, autor da trilha sonora de muitos desfiles desta edição do Fashion Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
Fashion Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.