Condenados três homens pelo roubo de um Rembrandt

Um tribunal sueco declarou culpados, ontem, três homens que tentaram vender um quadro de Rembrandt roubado e os condenou entre um e dois anos de prisão.Os homens foram presos em um operação policial, depois que um deles completou a venda do auto-retrato de Rembrandt por US$ 245 mil a um agente disfarçado em um apartamento de um hotel de Copenhague, disse a polícia.Outras três pessoas que esperavam a conclusão do negócio perto do hotel foram presas e uma delas foi absolvida. Os quatro eram suecos.Participaram da operação agentes norte-americanos, suecos e dinamarqueses. Homens armados roubaram o auto-retrato do mestre holandês do Museu Nacional de Estocolmo em 2000, juntamente com duas pinturas de Pierre-Auguste Renoir. Todas foram recuperadas.Uma das pinturas de Renoir, Conversação, foi recuperada em 2001, e o FBI anunciou em setembro que havia encontrado osegundo Renoir, Jovem Parisiense, em Los Angeles também neste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.