Concurso para reerguer o Circo Voador

Será divulgado nesta quinta-feira o resultado do concurso promovido pela Prefeitura do Rio entre arquitetos para reerguer o Circo Voador, famoso palco de shows da década de 80, fechado há cinco anos. Uma equipe de cinco arquitetos está julgando os 35 projetos inscritos. O grupo vencedor, que será contratado pela Secretaria Municipal de Urbanismo do Rio para desenvolver o projeto arquitetônico da nova casa, deverá manter a estrutura leve semelhante à utilizada originalmente, que imitava a de um circo. O bairro que abrigará os eventos continuará sendo a boêmia Lapa, no centro da cidade.Por recomendação da Prefeitura, a infra-estrutura deverá permitir a realização de eventos para públicos diferenciados, entre eles, shows, festas, gafieira, escola livre de circo e exposições. O projeto inicial prevê investimentos de R$ 60 mil. A reabertura está prevista para o primeiro semestre de 2002.O resultado será anunciado na noite desta quinta-feira, no auditório da sede do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), na zona sul, onde o cantor Jorge Benjor, padrinho do projeto do novo circo, fará um show. Os três primeiros colocados vão receber, respectivamente, prêmios no valor de R$ 10 mil, R$ 6 mil e R$ 4 mil.Para chegar até a fase final, as equipes tiveram de participar de dois seminários - um que teve como tema a Lapa, contextualizando o novo circo no cenário cultural da cidade, e outro que abordou questões como isolamento acústico - um dos motivos do fechamento do local foi o fato de ele ser muito barulhento e incomodar os moradores da região.Polêmica - Eleito em novembro de 1996, o ex-prefeito Luiz Paulo Conde decidiu comemorar a vitória no circo com um show. Conde acabou expulso do circo sob chuva de latas de cerveja e vaias do público. No dia seguinte, o então prefeito e seu padrinho político, César Maia, interditou a casa, alegando falta de alvará de funcionamento. Em 1998, os proprietários retomaram a concessão do terreno e o direito de reconstruí-lo, mas ele continua fechado.O circo surgiu em janeiro de 1982, na Praia do Arpoador, zona sul. Nove meses depois, o projeto foi transferido para a Lapa. Sob a estrutura de ferro coberto por lona azul passaram os grupos de rock brasileiro da geração 80 que faziam sucesso na época - como Barão Vermelho, Kid Abelha e Blitz -, além de nomes da música internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.