Concurso do Grupo Corpo tem quatro vencedores

A agenda do Grupo Corpo para 2002 está lotada. Uma série de apresentações toma o tempo dacompanhia, como viagens marcadas para Europa e Estados Unidos, aestréia da nova coreografia com músicas de Tom Zé e a mudança desede. Esse projeto teve o apoio da Usiminas, que promoveu o 4ºPrêmio Usiminas Arquitetura em Aço, um concurso aberto ainteressados de todo o País, para criação do Centro de Arte do Grupo Corpo.O resultado foi divulgado na última semana esurpreendeu. Foram 137 trabalhos inscritos, um número considerado expressivo para os organizadores do concurso e quedificultou a escolha da comissão julgadora. Em uma decisãoinédita, o juri selecionou quatro projetos como vencedores -usualmente são eleitos apenas três. Para solucionar a questão,esses trabalhos serão desenvolvidos e julgados novamente pelamesma comissão.Os vencedores foram anunciados em uma solenidade noPalácio das Artes. São eles: Alexandre Brasil Garcia, de MinasGerais, Marcelo Pontes de Carvalho, Márcio Kogan e UbyrajaraGillioli, de São Paulo. As quatros equipes dividirão o prêmio no valor de R$ 30 mil.Para os organizadores, todos souberam utilizar demaneira correta a tecnologia de construção metálica e explorar as possibilidades estéticas desse material. O Centro de Arte doGrupo Corpo será construído na cidade de Nova Lima, regiãometropolitana de Belo Horizonte, em um terreno de 18 mil metrosquadrados. O edifício abrigará os ensaios e aulas dos bailarinosdo Corpo, mas também disporá de outras funções nas suasdependências como um café, um teatro para mil pessoas, umagaleria de arte, um auditório e salas de cinema.Cia - "O ano de 2002 promete ser corrido", brinca o coreógrafo-residente do grupo, Rodrigo Pederneiras. Além da novasede, a companhia investe em um novo trabalho. "Ainda estamosno começo, a música de Tom Zé não está totalmente pronta, mas jácomeçamos a criar alguns movimentos", revela. O tema desta novacoreografia é o amor, ou melhor, o significado desse sentimentona vida das pessoas.O coreógrafo corre contra o tempo, a estréia está prevista parao meio do ano. O público paulistano poderá conferir o espetáculono mês de julho, no Teatro Alfa. O Corpo também está agitado comuma grande turnê pelos Estados Unidos e Europa. "Estamostrabalhando duro para cumprir todos os compromissos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.