Complexo Juquery deve ter museu aberto ao público

Local contará com acervo do Museu Osório César e do Museu de Estudo do Cérebro, hoje fechados

Julia Duailibi - O Estado de S.Paulo,

08 de novembro de 2011 | 21h24

SÃO PAULO - Além do projeto de lançar uma universidade nos 15 mil metros quadrados do Complexo Hospitalar do Juquery, em Franco da Rocha, o governo do Estado estuda criar no local parque e museus, usando os acervos do Museu Osório César e do Museu de Estudo do Cérebro, hoje fechados para o público.

O ministro Fernando Haddad (Educação), pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, e o secretário estadual Edson Aparecido (Desenvolvimento Metropolitano) vistoriaram hoje o complexo, onde pretendem construir uma universidade federal, resultado de parceria entre o Palácio do Planalto e o Palácio dos Bandeirantes.

O Museu Osório César, cujo nome presta uma homenagem ao psiquiatra paraibano que trabalhou por lá, tem mais de 8 mil obras de arte, entre telas e esculturas dos pacientes-artistas. Há trabalhos de Aurora Cursino dos Santos e Ubirajara Ferreira Braga, que acabam sendo exibidos apenas quando há solicitações de curadores para exposições em outros museus. Consta do acervo também a carta do pai da psicanálise, Sigmund Freud, ao fundador do complexo, o psiquiatra Francisco Franco da Rocha, na primeira metade do século 20.

Entre as peças de valor artístico, havia também um retrato de Osório César, feito por Tarsila do Amaral, de quem era próximo, mas que acabou se perdendo num incêndio em 2005 na biblioteca do local.

A ideia é abrir o acervo para visitação pública na casa que pertenceu a Franco da Rocha, que está entre os 12 prédios históricos do complexo.

No Museu de Estudo do Cérebro, há 14 mil lâminas com material cerebral e órgãos guardados em formol, retirados dos antigos pacientes do Juquery. O material é disponibilizado apenas para consulta de estudantes de medicina.

"O plano diretor do complexo já prevê o uso do espaço para educação, memória e cultura", afirmou Glalco Cyriaco, diretor do Complexo Hospitalar do Juquery. Hoje, o material todo pertence à Secretaria da Saúde e deverá ser repassado para outras pastas, como a da Cultura.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.