Como fazer brinquedos com sucata durante a quarentena

Como fazer brinquedos com sucata durante a quarentena

O que costuma ir para o lixo, como potes e garrafas plásticas, pode garantir a diversão e ainda estimular a criatividade das crianças

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2020 | 05h00

É a vingança da tradição. Quando a tecnologia já não dá mais conta de prender a atenção das crianças, os brinquedos no armário não têm mais graça e o lixo limpo parece não ter fim neste momento em que as famílias estão isoladas 24 horas por dia em casa, a antiga brincadeira de fazer os próprios brinquedos volta à cena.

“Você vê uma caixinha e vai inventando alguma coisa. Pega uma garrafa de refrigerante e ela vira um vai e vem. As opções são infinitas”, diz Ricardo Girotto, que fez desse hábito que adquiriu na infância sua profissão. Ele é criador do site Fábrica de Brinquedos, que virou um livro homônimo publicado pela Girassol, e é professor do projeto Arte Maker, do colégio Porto Seguro, que coloca crianças de todas as idades para pensar, idealizar e produzir brinquedos. 

Girotto conta que as crianças adoram o projeto, ficam muito motivadas pelas atividades, mas que ela acaba restrita à sala de aula. “Elas têm muita abertura para isso, mas precisam dos adultos para explicar como fazer. E às vezes, em casa, é mais fácil dar o celular para as crianças. Elas precisam da paciência dos pais, e eles precisam deixá-las fazer um pouco de bagunça”, comenta. Para ele, agora é a melhor hora para unir pais e filhos nesses projetos manuais. 

“Essa atividade é muito importante porque ativa a criatividade, melhora a concentração e a coordenação e ajuda na solução de problemas”, diz o professor para quem este é um passatempo para qualquer idade. “Não tem idade mesmo, tanto que eu nunca parei”, comenta ele, que agora está tentando robotizar seus brinquedos.

Em seu site, ele ensina a fazer um teatro e seus personagens, caleidoscópio, telefone, robô falante, peteca, grilo pula-pula, uma quadra de futebol de preguinhos, máscaras de jornal e muitos outros brinquedos que encantaram gerações e gerações de crianças. Em seu livro, à venda também pelo site da editora, ele divide os brinquedos por datas comemorativas e, com ele, aprendemos a fazer árvores e animais, pelo Dia do Meio Ambiente; uma escola e seus alunos, pelo Dia da Escola; veículos, placas e estradas, pelo Dia do Trânsito; e até o 14 Bis e Santos Dumont (veja no fim da matéria).

O ilustrador e arte-educador Jonas Meirelles, que integra o coletivo Jiboia e é autor do livro Como Desenhar um Dinossauro (Memória Visual), diz: “Já parou para pensar quanto objeto tem na nossa casa? E não sei quem nunca viu na sombra de uma cadeira com roupas amontoadas um personagem, um monstro, um dragão. Tal qual o Menino Maluquinho do Ziraldo, que resolveu usar uma panela de chapéu, os objetos de nossa casa só estão esperando para ganhar vida. Esses dias mesmo tinha um cinto em cima da minha mesa. Me encarou. Quando vi, era uma cobra! E quem nunca viu que qualquer tesoura nada mais é do que um jacaré? Nesses tempos que, se possível, não saímos de casa para nada, nada melhor do que a imaginação para nos entreter e para sairmos do tédio”. Para o ilustrador, uma simples sacola de papel pode se transformar em uma máscara de monstro ou de um robô – que pode, ainda, virar uma fantasia completa (veja o passo a passo abaixo). Basta uma sacola de papel, folha sulfite, giz, fita e o que quiser usar para a decorar.

Esses são apenas alguns brinquedos que podem ser feitos em casa com qualquer tipo de material e sucata. Há muitos outros, explicados em vídeos do YouTube – no canal Manual do Mundo, que está inaugurando uma versão para crianças menores, por exemplo, é possível aprender a fazer uma montanha russa com rolos de papel higiênico – ou, na linguagem dos espectadores da Pepa, um circuito de bolinhas como o do Papai Pig. Na TV, uma das opções é o Kooki’s Craft Show, que o ZooMoo exibe às 7h30 e às 20h30, cuja ideia é incentivar os pequenos a improvisarem mais nas brincadeiras. Ou então deixar isso tudo de lado e usar a criatividade mesmo para entrar nesta velha nova brincadeira.

UM GUIA PELO BRINCAR

Publicado em 2016, o livro Fábrica de Brinquedos (Girassol, 48 págs.; R$ 49,90) mostra como transformar coisas que normalmente iriam para o lixo em brinquedos criativos. Ricardo Girotto dá uma mão para pais não tão jeitosos e apresenta informações sobre as técnicas utilizadas nos projetos e dá dicas sobre pintura e tintas, sobre como furar e cortar, sobre colagem e até sobre como fazer uma boa bola de papel – útil na produção de quase todos os brinquedos. 

SANTOS DUMONT FEITO DE RETRÓS

No livro Fábrica de Brinquedos, Ricardo Girotto ensina a fazer, entre muitos outros brinquedos (incluindo até um móbile do sistema solar com um astronauta), uma engenhosa réplica do 14 Bis com caixa de pasta de dente, papelão e outros materiais. E ensina também a fazer um simpático Santos Dumont, cujo passo a passo reproduzimos a seguir.

Para isso, precisaremos de um retrós de linha vazio, uma tampinha de pasta de dente, dois arames de fechar embalagem de pão e papelão. E também precisaremos aprender a fazer papietagem, que o autor explica no livro.

A técnica consiste em colar papel sobre papel para cobrir as falhas e fixar os materiais, além de dar forma final ao brinquedo. Não use tesoura para cortar o papel; é melhor rasgar com a mão mesmo. Com um pincel, espalhe uma camada de cola branca sobre o brinquedo. Cubra-o com pedaços de papel, sempre com a ajuda do pincel molhado com cola. Acompanhe os contornos e detalhes até que toda a peça esteja coberta. Então, com o dedo umedecido com água, elimine as pequenas falhas e preencha os espaços vazios. Depois é só deixar secar.

Passo a passo para fazer o Santos Dumont

1. Cole duas bolinhas de papel nas laterais do retrós, para as orelhas do boneco 

2. Cole um pedacinho de papelão para o nariz 

3. Para o chapéu, cole a tampinha de pasta de dente sobre um círculo de 2 cm de diâmetro de papelão fino 

4. Para os braços, prenda com fita crepe os araminhos nas laterais do retrós

5. Faça a papietagem, pinte os detalhes e cole o chapéu na cabeça. 

COMO FAZER UM HERÓI DE GARRAFA PET

O Estadinho, suplemento infantil do Estado, ensinou diferentes gerações de leitores a fazer seus próprios brinquedos ao longo de suas edições, que podem ser acessadas pelo Acervo Estado. Os projetos eram, em sua maioria, fáceis de serem executados e garantiam diversão durante e depois do processo de criação.

Em abril de 2013, a dica era sobre como fazer um herói de sucata. A base era a mesma, e no final a criança escolhia se preferia o Hulk, o Super-homem ou o Batman. Hoje, na quarentena e sem acesso a tanto material, a escolha vai depender da tinta disponível. O restante do material é fácil de achar em qualquer casa onde vive uma criança.

Para começar, é preciso cortar a base de uma garrafa pet. Depois, cortá-la no sentido do comprimento e juntar as partes com fita crepe para formar as pernas. Os braços são feitos com tiras de jornal enroladas e presas também com fita. Uma bola de jornal vira a cabeça, que deve ficar presa. Depois, forre o corpo com tiras de jornal passadas numa mistura de água e cola. Quando secar, pinte como quiser. E se a criança quiser que o personagem tenha uma capa, basta um adulto ajudá-la cortando um pedaço de tecido. 

COMO FAZER MÁSCARA E FIGURINO DE ROBÔ

1- Em uma sacola de papel (dessas de loja, que caiba a sua cabeça!) com ou sem alça, fazer dois furos para poder enxergar através da máscara. Com a sacola aberta dá pra calcular uns 10 cm do chão da sacola pra alça. E os espaço dos olhos de mais ou menos 4 cm. Dá pra medir aproximado também com a cabeça na sacola. Não se preocupe! dá pra respirar por baixo!

2- Decorar com qualquer material que tiver em casa, de canetinha, giz pastel até fitas adesivas coloridas, papéis e tinta (estas lembrar de forrar o espaço que for utilizar!). Aproveite pra desenhar na frente, nas laterais e atrás.

3- Pro figurino, usar 2 folhas de papel A3. Para grudá-las, colocar os lados menores das folhas paralelos numa distância de 20 cm. Grudá-las com fita adesiva grossa nos dois extremos da folha e atrás da fita adesiva, para virar duas cintas e não grudar nada nelas.

4- Decorar com os materiais que tiver em casa, como no passo 2.

COMO FAZER UM SACI COM CAIXA DE PASTA DE DENTE

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.