Comissão francesa concorda em devolver artefatos ao Egito

A posse das peças levou a um rompimento nos laços entre o Egito e o Museu do Louvre

AE,

09 de outubro de 2009 | 12h34

A França concordou, nesta sexta-feira, em devolver artefatos aos egípcios. A posse das peças levou a um rompimento nos laços entre o Egito e o Museu do Louvre.

 

Veja também:

link Egito rompe vínculo com Louvre, acusando museu por roubo

linkArqueólogo egípcio defende ruptura com o museu do Louvre 

 

O Ministério da Cultura da França informou que especialistas da autoridade nacional de museus do país concordaram em devolver os fragmentos da parede pintada de uma tumba de 3.200 anos, que fica perto do templo de Luxor. Um funcionário do ministério confirmou a decisão após uma reunião especial em Paris nesta sexta-feira. A fonte pediu anonimato.

 

Zahi Hawass, do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, afirmou na quarta-feira que a relação do país com o Louvre estava rompida pela resistência do museu a devolver os artefatos Hawass tem feito da recuperação de antiguidades supostamente roubadas do país uma de suas prioridades no cargo.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoLouvre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.