Comediante que fez piada sobre Jesus deixa a Rússia após polícia iniciar investigação

Comediante que fez piada sobre Jesus deixa a Rússia após polícia iniciar investigação

O país adotou leis que tornam ilegal insultar os sentimentos de religiosos e ofender as autoridades online

Redação, Reuters

24 de janeiro de 2020 | 09h11

Um comediante popular deixou a Rússia temporariamente por motivos de segurança, depois que a polícia abriu uma investigação sobre uma de suas performances, na qual ele fez piadas sobre Jesus e a Igreja Ortodoxa, disse seu advogado nesta quinta-feira.

O comediante Alexander Dolgopolov postou esta semana uma foto de um aviso do Ministério do Interior enviado ao HopHead Tap Room, de São Petersburgo, onde ele se apresentou em fevereiro do ano passado, solicitando ao estabelecimento que fornecesse informações sobre ele.

Nessa performance, que recebeu quase 2,8 milhões de visualizações no YouTube em nove meses, Dolgopolov fez piadas sobre a Virgem Maria e Jesus e ridicularizou sua própria fé quando criança.

Leonid Solovyov, advogado de Dolgopolov, disse à Reuters que a investigação policial sobre seu cliente estava ligada a uma denúncia de que suas piadas haviam ofendido crenças religiosas. “Ele decidiu deixar a Rússia por razões de segurança”, afirmou Solovyov, acrescentando que a situação é temporária.

Ele não revelou a localização de Dolgopolov.

A Rússia adotou leis que tornam ilegal insultar os sentimentos de religiosos e ofender as autoridades online. Os críticos dizem que elas são usadas ​​para abafar a dissidência e reduzir a liberdade de expressão no país, onde o ateísmo era a norma durante a era soviética.

No Brasil, em dezembro, o especial de Natal do Porta dos Fundos também provocou controvérsias. A sede da produtora foi atacada por um grupo durante uma madrugada. O economista Eduardo Fauzi, de 41 anos, acusado pela Polícia Civil do Rio de ser um dos responsáveis pelo ataque.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.