Começa hoje 5ª edição do Amazonas Film Festival

Aventura, natureza e meio ambiente - eis aí a temática preferencial do Amazonas Film Festival, que começa hoje em Manaus e segue até o dia 13. Em sua 5ª edição, o festival tem atraído a atenção da comunidade internacional - pelos filmes exibidos, claro, mas principalmente pelo local onde ele acontece. Afinal, a Amazônia é objeto de curiosidade - e de preocupação - em todo o mundo. Este ano virão os diretores Alan Parker e Claude Lelouch, e as atrizes Neve Campbell e Parker Posey. Entre os brasileiros convidados, as atrizes e cineastas Carla Camurati e Ana Maria Magalhães e o diretor Mauro Lima (de Meu Nome Não É Johnny).Entre os filmes de ficção selecionados para a competição, dois já exibidos na recém-encerrada Mostra de Cinema de São Paulo - Terra Vermelha, de Marco Bechis, e Tulpan, de Sergey Dvortsevoy, do Casaquistão. O brasileiro Verônica, de Maurício Farias, será a atração de hoje, no Teatro Amazonas, logo após a cerimônia de abertura. Competem ainda An Emperess and the Warriors, de Tony Ching Siu-Tung (Hong Kong), Captive, de Alexey Uchitel (Rússia), For a Moment, Freedom, de Arash T. Riahi (Áustria, França), Johnny Mad Dog, de Jean-Stéphane Sauvaiere (França, Libéria), Tahaan - A Boy With a Grenade, de Santsh Siva (Índia), Etnri - Blue Heavens, de Marie Jaoul de Poncheville (Alemanha, França, Quirguistão).Nove concorrentes, portanto. Mesmo número dos longas documentais, além de mais oito curtas em 35 mm e 16 em suporte digital. Entre os documentários, os destaques vão para Addicted to Plastic, de Ian Connacher (Canadá), e Ice People, de Anne Aghion (Israel). Se somarmos esses filmes aos da produção local e mais as obras fora de concurso, o resultado será cerca de 150 filmes, exibidos durante sete dias de festival.Alan Parker será o presidente de um júri internacional, que terá a atriz Ana Maria Magalhães e o diretor Mauro Lima como presenças brasileiras. Parker é autor de filmes de sucesso como O Expresso da Meia-Noite, The Commitments, Mississippi em Chamas e Evita. É a grande presença internacional do evento, ao lado de Claude Lelouch, este diretor de Um Homem, Uma Mulher e Retratos da Vida. Também Lelouch fez extraordinário sucesso, em especial com Um Homem, Uma Mulher, Palma de Ouro em Cannes e Oscar de melhor filme estrangeiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.